Perfil/ Jorge Matheus


Jorge Matheus: em busca de novos horizontes

por chandra santos


A relação do artista plástico carioca Jorge Matheus, 43 anos, com a arte é antiga e constituída por muitas idas e vindas. Formado em gravura pela Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), em 1991, ele resolveu trocar de área e estudar Desenho Gráfico no SENAI depois de algumas decepções: "Na minha época de universidade percebi que para conseguir algo as pessoas faziam de tudo, principalmente ser os favoritos dos professores. Percebi também que no mundo das artes uma assinatura valia muito mais que a própria arte. Fiquei decepcionado e entrei de cabeça no desenho gráfico. Desenho desde pequeno e sempre amei o meu trabalho, mas também sei que "sou uma formiga" no meio de grandes nomes", frisa.

Obra de Jorge Matheus

Jorge trabalhou durante muitos anos na área de publicidade no Rio de Janeiro e em 2000 mudou-se para Paris para estudar francês. "Deixei o Brasil buscando algo melhor e pensando que poderia encontrar um lugar no qual o meu trabalho seria valorizado. Morei em uma casa para estudantes de vários países e foi quando senti o peso de estar fora e ter o mundo aberto, mas com um tremendo medo", relembra o artista que na mesma época começou a trabalhar em uma agência de Marketing Direto, perto da Euro Disney.

Obra de Jorge Mathe
Apesar da felicidade de está rodeado por arte na capital francesa, a vida era cara e o artista percebeu a necessidade de mudar de ambiente. Foi então para a Madri, Espanha, em 2003, onde reside até hoje. "Trabalhei em uma editora, preparando revistas, livros, ilustrações. Algumas vezes pintando em casa. A falta de espaço, tempo e dinheiro me fez deixar a arte para outro momento", lamenta o artista.

Durante esse tempo, Jorge encontrou na fotografia um hobby e uma arte. "Quando comprei a minha câmera fotográfica percebi que Madri está cheia de beleza, mas que quase ninguém conhece. Em muitos edifícios há esculturas, detalhes que as pessoas passam mas nao param para observar, pela falta de tempo. Isso me fez dedicar mais tempo para fotografar a cidade e foi quando senti a necessidade de voltar a gravar", explica Jorge que há um ano retornou ao ofício da pintura em um atelier.

Obra de Jorge Matheus

Planos para o futuro, ele tem vários. Quer expor no Brasil, ilustrar livros infantis, expor seu trabalho em galerias espanholas. E não desanima quando recebe respostas negativas, pois sabe que as oportunidades aparecem em todos os lugares. "Estou sendo convidado para participar de exposiçoes em outros países como Holanda, Bélgica, Luxemburgo e França. No ano passado participei de uma em Paris com vários brasileiros e no dia 12 de abril estarei novamente na capital francesa para outra exposiçao sobre os indígenas brasileiros. Levarei 4 gravuras", enumera o artista revelando que gosta de pintar suas telas com os dedos, sem usar pincéis e, também, mesclar técnicas como a fotografia, pintura e colagem.

Quer conhecer mais sobre o artista? Clique aqui e aqui.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pesquisar este blog

assine nossa newsletter!