Por dentro do Museu Imperial


Museu Imperial abrirá normalmente essa semana*

*Texto: Divulgação/Assessoria de Imprensa

Os funcionários do Museu Imperial, em assembleia realizada na manhã de sexta-feira (13), decidiram por apoiar o movimento nacional dos servidores federais, o qual julgam legítimo em suas reivindicações. Porém, deliberaram manter o Museu aberto normalmente essa semana, devido ao curto tempo para uma organização responsável do movimento e à ausência de maior apoio do Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Federal no Estado do Rio de Janeiro (Sintrasef).

O movimento engloba não só a área da Cultura, mas cerca de 33 mil servidores de diversas categorias, reunidos em 31 entidades de classe. A pauta geral gira em torno de sete eixos: política salarial permanente; contra qualquer reforma que tire os direitos dos trabalhadores; retirada dos projetos de leis, medidas provisórias e decretos contrários aos interesses dos servidores públicos; definição da data-base em 1º de maio; cumprimento dos acordos já assinados; paridade entre ativos e aposentados; e regulamentação de negociação coletiva e direito de greve.

Já a categoria da Cultura possui também algumas reivindicações específicas, principalmente o cumprimento de acordos salariais já assinados pelo governo e não efetivados, que incluem: racionalização de cargos; reposição de perdas salariais, que já chegam a 22%; e implementação de Retribuição por Titulação (RT) e Gratificação por Qualificação (GQ), sendo a primeira para o ensino superior e a segunda, para o ensino médio. Também é pleiteada a equiparação com a Casa de Rui Barbosa, fundação que é vinculada ao Ministério da Cultura, mas possui diferenciação salarial com relação aos outros órgãos do mesmo ministério.

O movimento nacional decidiu por uma paralisação de três dias, em 16, 17 e 18 de julho. Em seguida, no dia 19, haverá uma assembleia no Rio de Janeiro para avaliar o movimento e decidir se haverá uma greve por tempo indeterminado a partir do dia 23. Apesar de abrir normalmente nos três dias de paralisação, o Museu Imperial fica alerta para o resultado da assembleia do dia 19.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pesquisar este blog

assine nossa newsletter!