#gastronomia #rioantigo


O misterioso mundo das mensagens subliminares, via Administradores.com.br

Você está bem confortável na poltrona do cinema e, de repente, vem uma forte vontade de beber um determinado refrigerante. Posteriormente, tem conhecimento de que, ao longo do filme, foram exibidas imagens incentivando o consumo da bebida sem que você percebesse.
Outro dia, decide visitar algumas lojas para comparar preços. Mas, inesperadamente, a sua compulsão de compra aumenta na primeira loja visitada. O artifício desta súbita vontade está na música ambiente, que sussurra frases inaudíveis do tipo "Compre o que gostou".
Parece até filme de ficção científica, mas há quem acredite na força das mensagens abaixo do limiar da percepção, as chamadas mensagens subliminares. Dizem que elas têm o poder de ditar comportamentos, aumentar o consumo de determinados produtos ou, em resumo, manipular mentes.  Este é um tema, sem dúvida, controvertido e polêmico, que não consegue ser descartado cientificamente e que, volta e meia, vem à tona apresentando experiências de cair o queixo.

Contextualizando

A utilização desse tipo de mensagem é muito mais antiga do que podemos imaginar.  “O conceito existe desde os gregos, citado por Demócrito (400 a.C.), Epicuro e outros filósofos. As pesquisas iniciaram-se na área da Medicina, em Psiquiatria, na qual experimentos eram conduzidos em laboratório com grupos de controle em universidades da Europa. Mas, somente com o caso Vicary, no século 20, o conceito foi incorporado ao vocabulário da mídia e popularizado até a banalização”, explica o professor da UNESP Flávio Calazans, doutor pela USP e a maior autoridade brasileira sobre o tema.
O professor se refere a um dos mais conhecidos eventos relacionados ao assunto. Nele, o gerente de Marketing e publicitário Jim Vicary influenciou o comportamento de uma plateia de cinema durante a projeção do filme “Picnic”, em 1956. Com um taquicoscópio (espécie de projetor de slides), ele veiculou mensagens com as frases “Drink Coke” e “Eat Pop Corn”, de forma rápida demais para ser percebida conscientemente. A projeção do slide na velocidade de 1/3.000 de segundo, sobreposto ao filme, fez com que a repetição do sinal subliminar causasse efeitos no subconsciente do público. Apesar de a experiência não ter dados exatos ou rigor científico, observou-se um aumento de 57,7% nas vendas do refrigerante e de 18,10 % da pipoca.

Efeitos e defeitos

Para o professor Calazans – que estuda há 20 anos a propaganda subliminar multimídia – é possível encontrar esse tipo de mensagem em diferentes formas de comunicação. Existem provas de que ela funciona como, por exemplo, os efeitos bioquímicos da exposição a cenas com violência, apoiadas pelas teses de Kenji Toma. Nele, “há relação entre o hormônio testosterona e os impulsos psicológicos agressivos como resultante da exposição a filmes cinematográficos violentos”, explica o professor, que chama o processo de Biomidiologia.
Em contraposição, de acordo com a psicóloga e publicitária Thays Babo, não há muitos estudos publicados que comprovem a ligação entre percepção subliminar e persuasão. “Não sei se é de interesse que isso seja comprovado publicamente, já que é um recurso poderoso para as propagandas. Seria preciso impedir que houvesse esse tipo de mensagem veiculada”, comenta a psicóloga.
De acordo com ela, nem tudo o que queremos está consciente para nós. “Acredito que seja possível induzir ao consumo de algo que não se desejava inicialmente, ou não com muita intensidade. Mas, não necessariamente, a algo repulsivo. Contudo, se a consciência estiver alterada, é muito mais fácil induzir um comportamento, dependendo da situação – por exemplo, em grupo, em momentos de extrema tensão etc.”, explica Thays.
A opinião também é compatilhada pelo psicoterapeuta Alessandro Vianna. “Se as censuras e limites não forem bem claros na formação da personalidade, a pessoa pode ter algumas atitudes estimuladas por essas mensagens”, alerta. De acordo com Alessandro, essas mensagens estão em toda parte. “Para se ter uma ideia, nossos olhos captam cerca de um milhão de informações visuais diariamente. É praticamente impossível uma pessoa ‘normal’ digerir todo esse bombardeio de imagens vindas da sociedade, da natureza, da família, sem ser influenciado diretamente por mensagens subliminares”, adverte o psicoterapeuta.

Você está escutando isso?

Efeitos subliminares relacionados ao som também são amplamente debatidos e sua real funcionalidade é constantemente colocada à prova. Algumas correntes indicam que é possível encontrar mensagens demoníacas e de apelo sexual em músicas tocadas ao contrário, técnica conhecida como backward masking. Porém, não há nada que comprove cientificamente que o ser humano seja capaz de captar esse tipo de mensagem às avessas.
Recentes estudos realizados pela Northwestern University apontam, no entanto, que, ao colocarmos sons enquanto dormimos, estes podem ajudar no processo de consolidação das nossas memórias, inclusive das lembranças do que aprendemos. Nessa pesquisa, voluntários observaram 50 imagens, com respectivos sons, mostradas em sequência numa tela.  Ao dormirem, metade dos voluntários foi exposta aos mesmos sons quando entraram na fase de ondas cerebrais lentas, em que o sono é mais profundo.
A percepção da memória mostrou-se surpreendente. "Nossos resultados indicaram que informações recebidas durante o sono podem influenciar a memorização. Isso não significa que seja possível aprender qualquer coisa dormindo. Além disso, o aprendizado noturno exige que a pessoa tenha contato prévio, acordada, com o que deseja aprender”, conclui o estudo, que confirmou uma descoberta similar feita por neurologistas alemães.

Merchandising editorial

Com a crescente evolução do tema e suas possibilidades positivas e negativas, algumas correntes começaram a questionar tipos de publicidade que, apesar de vistos como lícitos e comumente praticados, podiam estar usando os artifícios subliminares – entre eles, o próprio merchandising editorial. “Ocorre que nem sempre o consumidor está disposto a atribuir credibilidade aos anúncios ostensivos, declaradamente comerciais. Isso porque ele raciona e ativa mecanismos psíquicos de autodefesa em face da mensagem persuasiva publicitária”, explica Calazans.
Com isso, passou-se a buscar a utilização de publicidade dentro de novelas e filmes, num clima de neutralidade e dissimulação, onde é mais fácil a penetração de um produto a ser consumido. Nesse caso, o merchandisingeditorial geralmente não dura mais de três segundos, a fim de não virar propaganda explícita.
De acordo com o publicitário Gustavo Bastos, da agência 11:21,  que atua na produção de anúncios em diversas mídias, “o que pode ser considerado como mensagem subliminar hoje é a presença de uma marca ligada a um personagem de um filme de maneira tão natural que o consumidor é influenciado sem perceber. Dois exemplos claros disso são a propaganda de cigarros nos filmes americanos da década de 1940 até 1970, e o carro do 007”. Para Gustavo, “esse tipo de mensagem pode influenciar o comportamento apenas se o produto combinar com o personagem”. Inclusive, ele conta que já fez um comercial de TV que brinca com o tema (veja abaixo).




Polêmicas à parte, há quem acredite no poder educativo do merchandising. Os Correios conseguiram registrar uma diminuição de 30% no envio de cartas mal endereçadas no país a partir da abordagem do assunto numa novela da rede Globo, na qual uma carta importante não conseguia chegar ao seu destinatário, alterando o desfecho da historia.
Entretanto, esse tipo de publicidade encoberta, para uma corrente científica, não é subliminar, pois os sons e imagens são percebidos de forma consciente pela audiência. Inclusive, é possível até a rescisão do contrato entre empresa e veículo de comunicação, caso o produto não apareça por tempo suficiente para ser identificado.
Flavio Porto, publicitário e um dos sócios da agência Kindle, especializada em comunicação digital, defende essa tese e acredita que nem tudo pode ser considerado subliminar. “Tudo depende da forma como é inserido. O tosco e muito direto jamais será subliminar, como vemos em algumas novelas e reality shows. O subliminar é percebido como sofisticado e mexe com sentidos e percepções”, afirma.
O tema que, para muitos, é uma lenda urbana e, para outros, uma realidade inquestionável, deve estar sendo constantemente lembrado para que o direito de escolha do consumidor não seja afetado. Acreditando ou não em seus efeitos, é bom, pelo menos, ficar mais atento nos próximos anúncios da TV. Que tal, então, beber um refrigerante agora? 
LegislaçãoNo Brasil, não existe nenhuma lei que proíba expressamente qualquer modalidade de propaganda subliminar. Em casos assim, é proposto que se aplique o artigo 20 do Código de Ética dos Publicitários, que declara que as mensagens devem ser ostensivas e assumidas, assim como também o artigo 36 do Código de Defesa do Consumidor, que proíbe anúncios disfarçados. Já na União Européia e nos Estados Unidos, há legislação proibindo alguns gêneros de subliminares.

EXEMPLOS PRÁTICOS DE SUBLIMINARES


Disney
No desenho “Bernardo e Bianca”, de 1977, há inserção de dois fotogramas de uma mulher com os seios à mostra. A cena acontece aos 28 minutos do filme e é visível apenas quadro a quadro. A Disney admitiu publicamente ter encontrado imagens abaixo do limiar de percepção e foi obrigada a recolher 3,4 milhões de fitas em locadoras de vídeo nos Estados Unidos.


Cartaz do filme “O Silêncio dos Inocentes”
No cartaz de “O Silêncio dos Inocentes”, vencedor de cinco Oscars de 1992, também é possível encontrar esse tipo de mensagem. As imagens apresentadas na capa do filme possuem diferentes graus de subliminariedade. O 1º grau: a caveira branca dentro da mariposa; de 2º grau: as três mulheres brancas nuas; e de 3º grau: as outras quatro mulheres nuas, cor de laranja.
Bush e as eleições
Em setembro de 2000, no decorrer da campanha presidencial norte-americana, um vídeo de televisão do candidato George Bush ganhou repercussão polêmica na mídia internacional. Ao veicular críticas ao programa do candidato democrata Al Gore, é possível encontrar, através de um  frame, a palavra “rats” (ratos) sobreposta à frase “bureaucrats decide”. Alex Castellano, responsável pela campanha de Marketing de Bush, declarou que a inserção foi acidental. O filme foi veiculado 4.400 vezes em cobertura nacional antes de ser denunciado e cancelado. 


Free e Close-Up
Treze dias antes da publicidade de cigarro ser banida das TVs no Brasil, em 2001, a campanha do cigarro Free saiu do ar. O Ministério Público de Brasília concluiu que as frases ditas pelo personagem central estimulavam o comportamento rebelde por parte do adolescente, além de conteúdo subliminar com pessoas fumando em frames de 3/10 de segundo. Já o creme dental Close-Up teve que alterar uma de suas propagandas, em 2003, após o Conselho de Ética do Conar verificar o uso de palavras de baixo calão escritas em alguns quadros do anúncio.

Caso da MTV
Em novembro de 2002, a MTV Brasil foi processada por transmitir mensagem subliminar em suas propagandas, sendo até condenada após a veiculação de uma vinheta que mostrava flashes de imagens pornográficas e sadomasoquistas. De acordo com o Ministério Público, responsável pela ação civil pública, a vinheta, quando submetida à velocidade mais lenta, mostra cenas explícitas de sadomasoquismo.  Veja o vídeo abaixo



Pokémon
Em 1997, 728 crianças no Japão sofreram ataques epilépticos após assistirem a cenas do desenho que exibiam efeitos com cores. A animação piscou, durante cinco segundos, 54 luzes intensas das cores (vermelha, branca e azul) intermitentemente, em looping, forçando o nervo óptico e o cérebro com mais intensidade. O objetivo inicial dos desenhistas japoneses era a inserção de um forte estímulo visual para criar tensão emocional extrema. 

Testando seu limiar de percepção


Qual elemento diferente você nota no quadro “Os Embaixadores” (1533), de Hans Holbein? 

O que existe nessa imagem, além do grão de café?

Nem tudo é apenas o que parece. Isso fica mais claro em algumas obras de Salvador Dalí com a utilização da ilusão de ótica.


TREZE SALAS DA REDE CINESYSTEM CINEMAS DO RIO DE JANEIRO EXIBIRÃO “HOMEM DE FERRO 3”



Além de conferir a estreia, clientes do Cinesystem podem ganhar brinde na compra de combos personalizados na bomboniere. 

Robert Downey Jr. está de volta na pele do bem-humorado “Homem de Ferro 3”. O filme da Disney/Marvel estreia nesta sexta-feira (26/4) em todas as unidades da Rede Cinesystem Cinemas do Rio de Janeiro, mas os clientes já podem garantir a melhor poltrona, antecipadamente, pelo site ou nos multiplex.

Brinde - A partir do dia da estreia, os fãs do super herói ainda poderão levar uma lembrança para casa na compra do combo “Homem de Ferro 3”, grande ou duplo, mais R$ 8. O brinde é um squeeze de metal personalizado, que também pode ser adquirido separadamente por R$ 14. A promoção da bomboniere é válida para todas as unidades da Rede.

Filme - Depois de lutar para manter o segredo de sua armadura a salvo no segundo filme da franquia, o milionário Tony Stark (Robert Downey Jr.) tem enfrentado dificuldades para dormir e, quando consegue, tem terríveis pesadelos desde o ataque dos chitauri a Nova York. Ele teme não conseguir proteger sua namorada Pepper Potts (Gwyneth Paltrow) dos vários inimigos que passou a ter após vestir a armadura do Homem de Ferro. Um deles, o Mandarim (Ben Kingsley), decide atacá-lo com força total, destruindo sua mansão e capturando Pepper. Para enfrentá-lo Stark precisará ressurgir do fundo do mar, para onde foi levado junto com os destroços da mansão, e superar seu maior medo: o de fracassar.

Mais informações no site www.cinesystem.com.br.

Texto: Divulgação

#exposição Todo Movimento é Sempre Circular , de Felipe Barbosa



Todo movimento é sempre circular
de Felipe Barbosa
Felipe Barbosa subverte os sentidos de objetos existentes e
seus usos, partindo sempre de materiais cotidianos. Para a
exposição Todo movimento é sempre circular aborda noções de
deslocamento e repouso para desvelar novas abstrações.
Abertura dia 26 de abril, 19h | Cavalariças
De 26 de abril a 29 de junho

Rua Jardim Botânico, 414
Jardim Botânico
Rio de Janeiro - RJ
CEP 22.461-000
eav@eav.rj.gov.br
Tel 21 3257.1800
Fax 21 3257.1822
Parque
Diariamente de 8h às 17h
Secretaria
2ª a 5ª feira: 9h às 20h30
6ª feira: 9h às 17h
sábado: 9h30 às 12h30
Galerias 1, 2 e EAV
2ª a 5ª feira: 9h às 22h
6ª feira, sábado e
domingo: 9h às 17h
Cavalariças
Diariamente: 10h às 17h
Visite o site da EAV
www.eavparquelage.rj.gov.br

Feira de Livros no Shopping Grande Rio

Com o intuito de levar mais cultura para o seu público, o Shopping Grande Rio, promove até o dia 06 de maio, a Feira de Livros Ciranda Cultural, com opções de livros infantil e infanto-juvenil.
Lá, podem ser encontrados os livros Truque de Mágicas e Escola da Fama, que fazem sucesso no mercado literário. Com aproximadamente dois mil títulos à venda, a expectativa é de que cerca de 70 mil exemplares sejam vendidos até o fim da feira.

Os preços variam de R$3 a R$40 e o cliente ainda pode parcelar em até três vezes no cartão de crédito.

SERVIÇO
Feira de Livros Ciranda Cultural, no Shopping Grande Rio
Data: até 06/05
Horário: de segunda a sábado de 10h às 22h. Domingos e feriados de 12h às 21h
Local: Praça de Eventos 
Entrada: Gratuita
Endereço: O Shopping Grande Rio fica na Rodovia Presidente Dutra, 4.200 – São João de Meriti. Tel.: 2430-5111.


Texto: Divulgação

Mostra e Concurso Fred Schneiter lançam luz à obra de Sergio Roberto de Oliveira

A X Mostra e o VI Concurso Nacional de Violão Fred Schneiter, que neste ano acontecerá entre os dias 01 e 04 de outubro, no Conservatório Brasileiro de Musica, no Rio de Janeiro, vão lançar luz também à obra de Sergio Roberto de Oliveira. O compositor carioca, indicado ao Grammy Latino 2012 na categoria Melhor Álbum de Música Clássica com o CD “Prelúdio 21 – Quarteto de Cordas”, terá sua obra “Agitado” (1° movimento de “Umas Coisas do Coração”, indicada ao Grammy Latino 2011 na categoria Melhor Obra de Música Clássica Contemporânea) como uma das peças de confronto, ao lado de “Samba Rosa”, do Fred Schneiter. Além disso, o concurso também vai oferecer o prêmio “Melhor Intérprete da Música de Sergio Roberto de Oliveira” e a X Mostra terá a estréia da sua obra “Tasto” para violão e orquestra de cordas, tendo como intérpretes Luis Carlos Barbieri e a Orquestra Jovem do Conservatório Brasileiro de Música, sob a regência de Ueslei Banus.

A Mostra de Violão Fred Schneiter foi realizada pela primeira vez em 2004. O intercambio com violonistas da América Latina e a regularidade bienal do Concurso são características que tornam o evento cada vez mais tradicional no meio cultural do violão latinoamericano.

Além de Sergio Roberto de Oliveira, a edição deste ano terá como convidados os violonistas Alberto Cumplido (Chile) e Esteban Ojeda (Venezuela), que estará se apresentando ao lado de seu Trio (violão, cuatro venezuelano e marcas). Também estará presente o vencedor do V Concurso Nacional de Violão Fred Schneiter/ 2011, o sul matogrossense Cyro Delvizio.

Texto e foto: Divulgação/Assessoria de Imprensa

#carnaval Império da Tijuca lança logo do enredo durante Feijoada de São Jorge


Cerca de duas mil pessoas compareceram a quadra da escola de samba Império da Tijuca, para comemorar as bençãos proporcionadas por São Jorge.

Durante o evento, foi apresentada para a comunidade a nova diretoria do carnaval 2014 e a logomarca oficial do enredo "Batuk", desenvolvida pelo carnavalesco Júnior Pernambucano.

O presidente Antônio Marcos Teles, o Tê, informou que a sinopse do enredo será entregue dia 04 de maio, em um encontro aberto aos compositores da escola e novas parcerias. Em discurso acalorado, afirma que a renovação do carnaval está no Império da Tijuca, e que o lugar da escola do Morro da Formiga é no Grupo Especial:

- Os novos talentos do carnaval estão aqui, comigo, neste palco. São pessoas que trabalham com a escola há quatro anos. O Império voltou para ficar no Grupo Especial. Eu sei que alguém vai cair no carnaval de 2014, mas essa não será o Império da Tijuca.



Um vídeo foi exibido para ilustrar o enredo, que falará sobre os toques e ritmos africanos que influenciaram as manifestações culturais brasileiras. Em seguida a escola promoveu uma grande queima de fogos em homenagem ao Santo Guerreiro, ao som do samba de 2007 (O Intrépido Santo Guerreiro) e terminou o evento com os sambas consagrados da agremiação, seguido do hino de 2013, "Negra, Pérola Mulher". 

O Império da Tijuca, campeão da Série A no carnaval de 2013, abrirá os desfiles do Grupo Especial no domingo de carnaval, dia 02 de março de 2014, na rua Marquês de Sapucaí.

Fotos de: Barbara Alejandra
Texto: Divulgação/Assessoria de Imprensa

#música Zezé Motta apresenta o show Negra Melodia no Club Municipal do Rio de Janeiro


Comemorando quatro décadas de carreira, a atriz e cantora Zezé Motta apresentará no dia 04 de maio às 21h o show Negra Melodia, no repertório ela trará composições de Luiz Melodia e Jards Macalé, e vai mesclar sucessos, como “Magrelinha”, “Fadas” e “Estácio Holly Estácio”, com uma seleção de músicas marcantes de sua carreira, como “Senhora Liberdade”, “Muito Prazer Zezé” e “Crioula”.

Há quem se lembre de Zezé Motta apenas como atriz - difícil mesmo dissociar sua figura da bela e sedutora Xica da Silva -, mas essa é apenas uma das facetas da artista.

Seu primeiro disco da carreira, chamado apenas Zezé Motta (1978), acaba de ser relançado pela Warner, dentro da Série Discobertas, realizada em parceria com o selo do mesmo nome.


Atuando com assiduidade na televisão, no cinema e nos shows, e saudada como a mais importante atriz-cantora do país, Zezé Motta iniciou sua carreira como atriz em 1967, estrelando a peça "Roda-viva", de Chico Buarque, e de cantora em 1971, apresentando-se como crooner das casas noturnas Balacobaco e Telecoteco em São Paulo. Produzida por Guilherme Araújo, apresentou-se em show realizado no Museu de Arte Moderna do Rio.

Em 1975, gravou, com Gerson Conrad, o LP "Gerson Conrad e Zezé Motta". Ainda na década de 1970, lançou os LPs "Zezé Motta" (1978) e "Negritude" (1979). Na década de 1980, lançou os LPs "Dengo" (1980), "Frágil força" (1985), e, com Paulo Moura, Djalma Correia e Jorge Degas, "Quarteto negro" (1987). Em 1995, gravou o CD "Chave dos segredos". Apresentou-se, representando o Brasil, a convite do Itamaraty, em Hannover (Alemanha), Carnegie Hall de Nova York (EUA), França, Venezuela, México, Chile, Argentina, Angola e Portugal.



Considerada a rainha negra do Brasil, por conta do filme Xica da Silva, que a alçou ao estrelato, Zezé Motta canta, atua e defende a causa dos artistas negros. A mulher da pele preta que enfrentou a ditadura desse país, livre e nua, é uma artista de dar orgulho. Seu exercício de interpretar a levou para os melhores palcos, os melhores filmes criados por aqui e aos cantos escondidos dessa terra, por intermédio da televisão. Mas tem uma coisa que Zezé Motta faz ainda melhor: cantar.

Sua voz poderosa ecoa na história da música brasileira há muito tempo, desde os anos 1970, quando Zezé gravou seu primeiro disco solo, com composições de Rita Lee e Moraes Moreira. Além disso, sua voz imortalizou clássicos como “Trocando em Miúdos” (Chico Buarque e Francis Hime) e “Pecado Original” (Caetano Veloso). Luiz Melodia surgiu em sua vida musical naquele momento, marcando o início de uma parceria que se mantém vibrante até hoje.

Destacam-se, entre seus maiores sucessos como cantora, suas gravações de "Dores de amores" e "Magrelinha", canções de Luiz Melodia, "Prazer Zezé" (Rita Lee e Roberto de Carvalho), "Crioula" (Moraes Moreira) e "Senhora Liberdade" (Wilson Moreira e Nei Lopes).

Zezé Motta em Negra Melodia
Data: 04 de Maio (sábado)
Local: Club Municipal do Rio de Janeiro;
Endereço: R. Haddock Lobo, 359 - Tijuca - Rio de Janeiro – RJ;
Horário: 21h;
Ingressos: R$30,00 (Obs: desconto para sócios, R$25,00);
Os ingressos estão à venda na bilheteria do Club de segunda á sexta, das 10h ás 19h; 
Forma de pagamento: Dinheiro
Informações: 21 2264-6554 – 2569-4822 – 7634-6444

*Texto: Divulgação/Assessoria de Imprensa

#passeio #rioantigo #fazendashistóricas #miltonteixeira


Shopping Grande Rio sorteará R$20 mil em compras no Dia das Mães


A campanha que dá início às comemorações do Dia das Mães no Shopping Grande Rio começa no dia 10 de abril. A promoção “Sua Mãe no Esquadrão da Moda” vai sortear dez vale compras de R$2 mil cada e as clientes ainda passarão por uma consultoria de moda com profissionais do programa Esquadrão da Moda, do SBT e viverão momentos de celebridade, com a oportunidade de receber o prêmio no programa SBT Rio, do SBT.

Segundo o presidente da Associação de Lojistas do Shopping Grande Rio, Paulo Gonzalez, a aposta do shopping está no incremento das vendas de celulares, tablets, roupas, calçados, acessórios, perfumes e joias. “Estamos muito otimistas com essa promoção. Nossa perspectiva é que tenhamos um resultado muito positivo. É uma campanha que envolverá a autoestima feminina e proporcionará uma experiência única para as mulheres”, afirma.

A consultoria será ministrada por um personal stylist e consultores de moda do reality show que vão orientar as ganhadoras sobre como fazer o melhor uso do vale compras. Os especialistas avaliarão o perfil das sorteadas e darão dicas de como se vestir bem e com estilo, de acordo com as características individuais de cada uma. Serão apresentados diversos looks para que as clientes aprendam como ficar por dentro das tendências da moda em todas as ocasiões.

Depois do banho de loja e com o armário cheio de roupas, acessórios e calçados novos, as consumidoras sorteadas poderão sentir o sabor da fama por um dia, ao receberem o prêmio, ao vivo, no programa SBT Rio. Para participar, basta juntar R$400 em notas fiscais de compras realizadas no shopping e trocar por cupons no stand situado na Praça de Eventos a partir do dia 25 de Abril.  Os sorteios serão realizados no dia 13, às 17h.

Para incentivar a antecipação das compras dos presentes de Dia das Mães, o shopping iniciou uma campanha informativa aos clientes. As notas fiscais de compras feitas a partir do dia 10 de abril já estão valendo para a promoção.  
  
Sobre a campanha “Promoção Sua Mãe no Esquadrão da Moda”
A agência de publicidade Casa da Criação assina a campanha, que será divulgada em mídia externa, com comerciais de TV, outdoors e painéis nas principais vias de acesso ao shopping e em mídia interna, com banners aéreos, mídias alternativas, cancelas, entre outras.

Ação para os lojistas:
Com o intuito de aumentar a participação dos clientes, fortalecer o relacionamento e a comunicação da campanha, o shopping preparou um programa de incentivo aos lojistas. A ação interna premiará as três primeiras lojas que alcançarem o maior número de notas fiscais trocadas na promoção e concorrerão a 01 vale compras de R$ 2 mil, R$ 1,5 mil e R$ 1 mil, respectivamente.
O Shopping Grande Rio fica na Rodovia Presidente Dutra, 4.200 – São João de Meriti. Tel.: 2430-5111.

*Texto: Divulgação/Assessoria de Imprensa

A favela é solo fértil de diferentes práticas culturais


No próximo dia 27 o Solos Culturais, projeto realizado pelo Observatório de Favelas em parceria com a Secretaria de Estado de Cultura e Petrobras, publica livro com lançamento e formatura dos cem jovens solistas na Biblioteca Parque de Manguinhos, às 17h. A publicação traz além da memória de todo o processo, uma pesquisa realizada com 2.000 jovens com idade entre 15 e 29 anos sobre os hábitos culturais nas cinco favelas onde o projeto atuou: Manguinhos, Complexo da Penha, Rocinha, Complexo do Alemão e Cidade de Deus.



A pesquisa, realizada pelos solistas, procurou verificar como os jovens residentes destas cinco favelas estão inseridos nas práticas culturais que acontecem no seu território e na cidade, além de investigar os diversos modos de acesso a bens simbólicos. Os dados produzidos foram organizados e divididos por categorias, entre elas estão: o uso do tempo livre, os hábitos culturais externos e domiciliares como o acesso a internet, por exemplo.

Durante o lançamento do livro os solistas receberão os certificados de formação em produção cultural e pesquisa emitidos pela UFRJ. O Solos Culturais efetivou durante o ano de 2012, metodologias de mobilização social e buscou produzir conhecimentos e experiências sobre as favelas cariocas, além de realizar intervenções culturais nos cinco territórios e em outras partes da cidade.

Serviço:
Data: 27/04/2013, sábado
Horário: 17h
Local: Biblioteca Parque de Manguinhos | Avenida Dom Helder Câmara,
1184 – Benfica


*Texto: Divulgação/Assessoria de Imprensa

Por dentro do Museu Imperial: Biblioteca infantil do Museu Imperial oferece atividades educativas em maio


Em maio, a Biblioteca Infantil Rocambole (Museu Imperial/Ibram) oferece atividades educativas em comemoração ao Dia Mundial do Trabalho, ao Dia das Mães, ao Dia da Abolição da Escravatura, ao Dia Internacional dos Museus e ao Dia do Artista Plástico. As atividades são gratuitas e destinadas a grupos escolares.

A programação terá início com a celebração do Dia das Mães, nos dias 07 e 08, a partir das 14h30. Nas datas, haverá contação do livro “Mãenhê”, de Ilan Brenman, seguida de exploração do acervo da biblioteca.

Em 09 de maio, será lembrada a Abolição da Escravatura, que ocorreu em 13 de maio de 1888. A atividade, que começa às 14h30, incluirá contação do livro “O Amigo do Rei”, de Ruth Rocha, e oficina criativa com base na temática da história. A obra narra a história do escravo Matias, que fica amigo de Ioiô, seu patrão. Os dois brincavam e brigavam, indiferentes a qualquer lei, sem saber que, um dia, um deles seria rei.  

O Dia Internacional dos Museus (18 de maio) será comemorado nos dias 14, 15 e 16, dentro da Semana Nacional de Museus. Em 14 e 15 de maio, às 14h30, haverá contação do livro “Museu Desmiolado”, de Alexandre Brito, que apresenta os museus através de brincadeiras com o sentido das palavras e das imagens. Em seguida, as crianças poderão conhecer o acervo da biblioteca.

Já no dia 16, às 14h30, a Rocambole receberá o escritor Alexandre Bersot para uma tarde de contação de história, autógrafos e bate-papo. O livro do autor a ser explorado será Imagine uma menina com cabelos de Brasil...”. Uma divertida paródia da globalização, a obra apresenta Aparecida, uma garotinha com baixa autoestima, descontente com seus cabelos e que se sente deslocada na escola; as coisas só começam a mudar quando ela se une às suas duas únicas amigas para enfrentar as provocações das outras meninas.

Em 21 e 22 de maio, a contação do livro “Agora eu era”, de Arthur Nestrovski, irá comemorar o Dia Mundial do Trabalho. Com início às 14h30, a leitura será seguida de exploração do acervo. A partir da brincadeira "agora eu era", na qual as crianças fazem de conta que são os mais diferentes personagens, o autor conta como seria a vida se fosse um explorador do Polo Norte, um médico, um empresário, um pianista, um surfista, uma pintora ou um engenheiro, entre outros.

A homenagem ao Dia do Artista Plástico será no dia 23, às 14h30. Será oferecida contação do livro “Onde está o urso da amizade?”, de Romero Britto, seguida de oficina criativa inspirada na obra do artista.

As últimas atividades acontecem nos dias 28 e 29 de maio, às 14h30, celebrando novamente o Dia Internacional dos Museus. Nas datas, acontece contação do livro “Aventuras da Memória”, de Patrícia Engel Secco, seguida de acesso livre ao acervo da Rocambole. O livro apresenta o Museu da Memória e mostra que um museu, antes de tudo, é um lugar onde o passado e o presente se unem para tecer a nossa história, a história da nossa família, da nossa cidade, do nosso povo e de toda a humanidade.

Todas as atividades são gratuitas e destinadas a grupos escolares previamente agendados junto ao setor de Educação do Museu Imperial. Os agendamentos podem ser feitos através do telefone (24) 2245-7735, de segunda a sexta-feira, das 9h às 12h e das 12h30 às 17h30.

A Biblioteca Rocambole funciona de terça a sexta-feira, das 9h às 12h, para leitura espontânea, consultas e empréstimos. Na parte da tarde, o espaço abre para as atividades escolares agendadas. Seu acervo é composto por mais de 500 títulos, entre os quais livros, revistas, gibis, dicionários, atlas, DVDs e jogos.

A programação mensal de atividades da Biblioteca Rocambole e outras informações relativas ao seu funcionamento e acervo podem ser acessadas no Blog da Biblioteca: http://bibliotecarocambole.blogspot.com.

SERVIÇOS

Biblioteca Rocambole
Funcionamento: terça a sexta-feira, das 9h às 12h (consultas e empréstimos) e das 14h às 17h (atividades com grupos escolares agendados)
Local: Museu Imperial
Informações: (24) 2245-4182 / (24) 2245-4162
Agendamento para grupos escolares: (24) 2245-7735 (setor de Educação)
Mais informações e programação: http://bibliotecarocambole.blogspot.com

*Texto: Divulgação/Assessoria de Imprensa

#curso #cinema #tv #CAL



Ads >>> Quer fazer um curso online? Acesse.

#música Afoxé Filhos de Gandhi de graça na Tijuca neste sábado

Foto Mazé Mixo



Os Filhos de Gandhi levam todo o seu swing e axé até a Tijuca, em show gratuito a partir das 20h, neste sábado (27/04), na unidade Sesc do bairro através do projeto Redemoinho Artístico.

O evento oferece um ambiente de criação coletiva, onde cada trabalho pode ser compartilhado, permeando entre as mais diversas vertentes passando por poesia, performance, pintura e fotografia, até trabalhos de grafite, instalações, videoarte, música, entre outros - ao longo de todo o dia.

Prestes a completar 62 anos de idade, o Afoxé Filhos de Gandhi é o primeiro bloco afro ainda em atividade do estado. Desde 1951 o grupo é reconhecido como um movimento de manifestação cultural, que levanta a bandeira da preservação e do desenvolvimento da cultura afro-brasileira, através das mais diversas possibilidades do gênero no cenário regional e popular do país. 

Serviço

Afoxé Filhos de Gandhi
Sábado, 27 de abril de 2013

A partir das 20h

Local: SESC Tijuca / Estacionamento
Rua Barão de Mesquita, 539, RJ

Entrada GRÁTIS

*Texto: Divulgação/Assessoria de Imprensa

#música Antônio Carlos e Jocáfi agitam a noite do Casarão Ameno Resedá



No dia 03 de maio, sexta-feira, às 22h, Antônio Carlos e Jocáfi fazem show no Casarão Ameno Resedá cantando grandes sucessos de sua carreira como Desacato, Dona Flor e Seus Dois Maridos, Você Abusou e clássicos de compositores como de Cartola, Vinicius de Moraes, Noel Rosa e outros.

A dupla baiana, que começou sua carreira no Festival Internacional da Canção em 1969, será acompanhada por sua maravilhosa banda composta por Machadinho (bateria), Dão (baixo) e Guilherme (percussão).

Serviço:
Onde: Casarão Ameno Resedá
Artista: Antônio Carlos e Jocáfi
Capacidade de público: 250 lugares
Classificação etária: 18 anos
Endereço: Rua Bento Lisboa, 4 – Catete
Telefones: (21) 2556-2427
Dia e hora do show: 03 de maio, sexta, às 22h
Abertura do Casarão: 21h
Ingresso: R$60,00 (meia ou 1 kg de alimento não perecível ou cadastro no site)
Cartões de crédito: Diners, Mastercard e Visa
Cartões de débito: todos
Estacionamento: Sim
Venda de Ingresso por site: www.ingressorapido.com.br
Bilheteria (térreo) - de quinta a terça, das 14h às 22h

 *Texto: Divulgação/Assessoria de Imprensa

#música Casarão Ameno Resedá apresenta Banda do Síndico



No dia 30 de abril, terça-feira, a partir das 22h, o Casarão Ameno Resedá abre suas portas para um animado show da Banda do Síndico, que promete não deixar ninguém parado. O show será um bailão em homenagem ao grande mestre da MPB, Tim Maia.

A banda foi formada a partir de um convite para realizar um tributo ao grande mestre da música brasileira, Tim Maia. O trompetista Silvério Pontes e o saxofonista Tinho Martins reuniram os amigos da Banda Vitória Régia, famosa por acompanhar o Tim e resolveram dar continuidade a esse projeto. No show, a banda apresenta os sucessos que marcaram a carreira do Síndico do Brasil, e contagiaram as pistas e salões com seu balanço irresistível.   A banda conta com Silvério Pontes (Trompete), Paulo Black (bateria), Tinho Martins (Sax), Toca Delamare (teclado), Adriano Giffoni (baixo), Perinho Santana (Guitarra), Jeferson Victor (Trompete), Fabiano Segalote (Trombone) e voz de Bruno Maia.

Serviço:

Onde: Casarão Ameno Resedá
Artista: Banda do Síndico
Capacidade de público: 250 lugares
Classificação etária: 18 anos
Endereço: Rua Bento Lisboa, 4 – Catete.
Telefones: (21) 2556-2427
Dia e hora do show: 30 de abril, terça-feira, às 22h.
Abertura do Casarão: 21h
Ingresso: R$ 40,00 (meia ou 1 kg de alimento não perecível ou cadastro no site)
Cartões de crédito: Diners, Mastercard e Visa
Cartões de débito: todos
Estacionamento? Sim
Venda de Ingresso por site? www.ingressorapido.com.br
Bilheteria (térreo) - de quinta a terça, das 14h às 22h

*Texto: Divulgação/Assessoria de Imprensa

#musica Happy Hour com o pianista Antônio Guerra no Brasserie do Casarão Ameno Resedá



No dia 30 de abril, terça-feira, o Brasserie do Casarão Ameno Resedá apresenta em seu happy hour o show do pianista Antônio Guerra prestando uma homenagem ao Dia Internacional do Jazz. O pianista será acompanhado pelos músicos Yuri Vilar, no saxofone e Rodrigo Vila, no contrabaixo acústico. Juntos, o trio vai apresentar clássicos do jazz como Donna Lee, Stella by Starlight e Body and Soul.

Antônio Guerra mescla sua formação clássica com uma ampla vivência na música popular e por isso, tem se destacado muito no cenário musical brasileiro. Acompanha a cantora Mart’nalia nos teclados e integra o grupo de música instrumental, Bondesom.

Serviço:
Onde: Brasserie Ameno no Casarão Ameno Resedá
Artista: Happy Hour com Antônio Guerra
Capacidade de público: 172 lugares
Classificação etária: 18 anos
Endereço: Rua Bento Lisboa, 4 – Catete
Telefones: (21) 2556-2427
Dia e hora do show: 30 de abril, terça-feira, de 18h30 às 21h30
Cartões de crédito: Diners, Mastercard e Visa
Cartões de débito: todos
Estacionamento: Sim

*Texto: Divulgação/Assessoria de Imprensa

Pesquisar este blog

assine nossa newsletter!