HORIZONTES


Em grandes cidades como São Paulo, a transformação na geometria do espaço é radical. Monique Allain propõe por meio do seu trabalho uma revisão no conceito de horizonte dentro de uma realidade contemporânea.

A exposição Horizontes termina no próximo dia 23 de novembro na Galeria Lourdina Jean Rabieh. A mostra conta com nove produções recentes: sete imagens em metacrilato construídas a partir de hibridização digital de fotografias e pinturas realizadas pela artista, uma instalação na qual livros feitos com lâminas de papel semitransparente dispostos lado a lado compõem uma paisagem que se expande horizontalmente, e por fim, uma imagem disponível para download gratuitamente em celulares android e iphone através de QR Code e aplicativo. Esta última obra foi desenvolvida em parceria com o grupo aMuDi, de alunos e ex-alunos de diversas unidades da USP interessados em unir arte e tecnologia. O formato da imagem varia entre vertical e horizontal, conforme a posição do aparelho: “É uma imagem mutante que se adequa às circunstâncias! Quem baixá-la terá um horizonte de bolso”, brinca Monique.

A artista salienta que a mostra procura revelar “...um território convergente, pictórico, fotográfico e cinematográfico da imagem atual, no qual é cada vez mais difícil diferenciar categorias, onde natureza e origem se perdem e os limites entre realidade física e ficção se dissolvem”.

A curadoria da exposição é do holandês Tom van Vliet, diretor do "World Wide Video Foundation" em Amsterdã.

Sobre Monique Allain 


Monique Allain nasceu, vive e trabalha em São Paulo. Formou-se inicialmente em biologia e depois em artes visuais. O reingresso à faculdade aos 45 anos foi um ato de coragem e determinação. Em 2008 teve bolsa de residência concedida pela FAAP na Cité Internationale des Arts. Esta experiência foi determinante na aquisição de referenciais para o aprofundamento conceitual e o amadurecimento de seu processo criativo. Iniciou sua produção artística em 2000 e desde então vem participando de diversas exposições no Brasil e no exterior, em espaços institucionais, públicos e urbanos. Com seu trabalho investiga as relações entre corpo, espaço e alteridade dentro de uma concepção social e biológica.

Sobre Tom van Vliet

Tom van Vliet, diretor do "World Wide Video Foundation" em Amsterdã, e fundador do "Word Wide Video Festival", fez a curadoria de inúmeras mostras internacionais que envolvem aspectos estéticos e conceituais da imagem. Realizou exposições em museus tais como o Stedelijk Museum, Haags Gemeentemuseum, Reina Sofia Museum e Pusan Biennial.

Sobre a Galeria Lourdina Jean Rabieh

Há mais de 25 anos no mercado de arte, Lourdina Jean Rabieh dedica-se desde 2010 exclusivamente à arte contemporânea, com o propósito de promover e difundir a obra de artistas nacionais e estrangeiros, emergentes e consagrados. Sua aposta está na combinação de qualidade com propostas arrojadas, que ilustram a diversidade da prática artística contemporânea.

Horizontes


Abertura: sábado 26 de outubro de 2013 das 16hs às 20hs

Encerramento: 23 de novembro

Dias e horários de funcionamento: Segunda à sexta das 10h às 19hs / sábados das 11h às 17hs.


Galeria Lourdina Jean Rabieh

Alameda Gabriel Monteiro da Silva, 147.

Tel: (11) 3062-7173.

Segunda à sexta, das 10h às 19h; Sábados das 11h às17h.



Cursos Online na Área de Informática




Saiba mais sobre Chandra Santos: http://bit.ly/1bifsNS 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pesquisar este blog

assine nossa newsletter!