No Taxi: peça é encenada dentro do carro em movimento pelas ruas do Rio de Janeiro.

No Táxi é uma peça de teatro alternativa, uma comédia que se passa dentro de um táxi em movimento pelas ruas do Rio de Janeiro.  O ponto de partida do espetáculo será em frente ao Sindicato do Chopp,no Leme, quando o público, de apenas 3 pessoas, é orientado a se sentar nos bancos traseiros do veículo. 


O taxista Sérgio, interpretado por Jorge Neves, entra no veículo, se organiza e começa seu dia de trabalho. Durante o percurso, que passará por Copacabana, Urca, Botafogo e Lemeo motorista atenderá a 4 passageiros: Jorge (Marcelo Dias), um divertido homossexual; Diva (Mabel Cezar), que é estranha e faz pedidos bizarros; Lídia (Ana Paula Novellino), a passageira que mal entra no veículo e já protagoniza uma cena de briga pela janela do carro com a irmã Selma (Cristina Fagundes); e Bigorna (Fernando Melvin), um ex-presidiário que acabou de sair da cadeia. Ainda há a aparição de Vânia (Rita Fischer), a ex-amante do motorista, que surge quando ele desce do carro para fumar cigarro. A peça termina com o táxi retornando ao Leme, onde Sérgio decide tomar um café e descansar.

A montagem proporciona uma experiência diferente e divertida, ao tirar o público da caixa preta do teatro convencional e colocá-lo num táxi em movimento.  O cenário é a própria cidade; a trilha sonora acontece usando o som do próprio carro, e também dos sons da cidade e das notícias do rádio. Além de se deparar com um espaço físico não convencional, o público vai desfrutar de uma dramaturgia diferenciada, criada a partir de ensaios realizados com os atores em carros em movimento. O resultado disso é um espetáculo alternativo e provocador, que coloca o espectador em contato direto com as ruas.  Um exemplo é o momento em que O taxista pedirá informações a pedestres.

“È preciso aproveitar a realidade como estímulo para a criação.  Fizemos isso de diversas maneiras. Num momento em que a classe teatral está enlouquecendo para conseguir pauta no Rio, eu achei oportuno investigar novas possibilidades, escrevendo algo diferente.  
O teatro se transforma e sempre encontra novas formas de existir. Neste caso, fizemos de uma dificuldade (conseguir pauta) um estímulo para a criação.” diz a autora Cristina Fagundes.

Esta é a sexta peça escrita por Cristina Fagundes, sendo que seu último trabalho na área de dramaturgia foi o elogiado espetáculo Felicidade.

SERVIÇO:
Temporada: 9 a 30 de novembro.
Dias: sábados às 15h e 16h30 –
Duração: aproximadamente 45 minutos.
Local: Saída em frente ao Sindicato do Chopp, Avenida Atlântica 514 – Leme –
Valor: R$40 (preço fixo). Espetáculo vendido somente via reserva telefônica no (21) 99666-9954  
Não recomendado para menores de 12 anos

Texto: Divulgação - Assessoria de Imprensa


Cursos Online na Área de Informática
Cursos Online 24 Horas




Saiba mais sobre Chandra Santos: http://bit.ly/1bifsNS 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pesquisar este blog

assine nossa newsletter!