Aquarelas submersas

As cores emergem da água. De uma piscina em tons de azul. A artista plástica Fernanda Junqueira mostra, a partir do dia 18 de fevereiro na Mul.ti.plo Espaço Arte, sua sérieAquarelas submersas, com 30 obras realizadas a partir de 2012 com uma técnica do “mergulho”: a imersão de um papel especial em uma pequena piscina de tinta.


“Comecei com pequenos estudos e pesquisa de materiais, com tintas apropriadas e papéis de aquarela que fossem maleáveis para os mergulhos, como os de 100% algodão. Assim, as aquarelas são o resultados desses mergulhos, alternando água e tinta”, explica Fernanda.

Naquele ano, a artista – acostumada a trabalhar com objetos e esculturas – desenvolveu a piscina em acrílico e a encheu de água e tinta de aquarela. Mergulhando o papel, via surgindo formas sinuosas, ora fortes, ora mais claras, mas sempre dando a sensação da profundidade da água. “É como fazer o registro da água no papel, a marca da água... Como ondas azuis do mar batendo na areia”, define. São 30 trabalhos em pequeno (56cm x 75cm), médio (1.15m x 1,15m) e grande (1,15m x 1.50m) formatos , em muitos tons de azul.

Esta série deu origem à instalação Jardins submersos: um espaço líquido, um dos quatro projetos selecionados pelo Prêmio Projéteis Arte Contemporânea 2013, da Funarte, e que estará em exposição em maio.  Inspirada no jardim de Burle Marx localizado no terraço do Palácio Capanema, a instalação transpõe as formas dos canteiros no mezanino do prédio, recriando um “jardim líquido”. Um jardim que teve origem na piscina de azuis de Fernanda Junqueira – e que, neste Rio 40º, estará refrescando as paredes da Mul.ti.plo Espaço Arte.


Aquarelas submersas
Aquarelas de Fernanda Junqueira

Mul.ti.plo Espaço Arte
Rua Dias Ferreira, 417/sala 206 – Leblon – Tel.: 2259-1952
De 18 de fevereiro a 18 e março.
Horário de funcionamento: de 2ª a 6ª, das 10h às 18h30; sáb., das 10h às 14h.

Preço mínimo: R$ 3.200,00
Preço máximo: R$ 15 mil


Sobre a artista:

FERNANDA JUNQUEIRA

Artista plástica carioca, atuante desde meados da década de 80, graduou-se em Pintura pela Escola de Belas Artes/UFRJ e fez o curso de Especialização em História da Arte e Arquitetura no Brasil na PUC-RJ.  Frequentou diversos cursos na área teórica de filosofia e arte, e cursos práticos de Desenho, Fotogravura, e outros, na Escola de Artes Visuais do Parque Lage e no MAM-RJ. Curso de Fotografia Profissional no SENAC, e Curso de Arte na Educação - Escolinha de Arte do Brasil – RJ. Trabalhou  também na área cultural, no setor de arte- educação da Fundação Raymundo Castro Maya, Rio de Janeiro, de 1982 a 1985, como assessora no Centro de Arte Hélio Oiticica, de 1997 a 1999, e na produção de exposições de arte em  diversas instituições nacionais.

Em 2000, recebeu PRÊMIO DE BOLSA do 5º programa de bolsas do Instituto Municipal de Arte e Cultura do Rio de Janeiro, RIOARTE,  com o projeto  “CONJUNTO VAZIO, um espaço topológico”. A pesquisa com esculturas de grandes formatos em cerâmica possibilitou uma série de experiências que resultou na realização de exposições individuais  em amplos espaços como no Paço Imperial, Rio de Janeiro,  e o Centro Cultural Maria Antônia em São Paulo, ambas em 2002/2003.

Em junho de 2013, novamente um prêmio, o PRÊMIO PROJÉTEIS DE ARTE CONTEMPORÂNEA da FUNARTE, inaugura novas investigações para a artista que apresentará em maio de 2014, uma instalação intitulada “JARDINS SUBMERSOS, um espaço líquido” no Palácio Capanema - criada especificamente para o lugar, a Galeria Mezanino no Palácio Capanema no Rio de Janeiro - com texto do crítico de arte Paulo Venâncio Filho no catálogo.

Principais mostras individuais:
Galeria 90-Arte Contemporânea, em 2005 no Rio de Janeiro;
Valu Ória Galeria de Arte e no Centro Cultural Maria Antônia, ambas em São Paulo em 2003;
Paço Imperial e na Galeria Sérgio Porto em 2002, no Rio de Janeiro;
Valu Ória Galeria de Arte em São Paulo, 1997;
Centro Cultural São Paulo, 1996, na Galeria Macunaíma, Funarte, Rio de Janeiro, 1996;
Galeria Paulo Cunha e Galeria de Arte Sesc, em 1985.


Mostras coletivas:
Múltiplo+ Múltiplo na Galeria Múltiplo Espaço Arte
Projetos IN- Provados – curadoria Sonia Salcedo, Caixa Cultural Rio de Janeiro, março de 2010;
Ar opaco –  variações cariocas, Galeria Amarelonegro  Arte Contemporânea, Rio de Janeiro, em abril de 2009,
Cartografias do desejo, no Espaço Bernardes Jacobsen, Rio de Janeiro,
Núcleos Contemporâneos, na Valu Oria Galeria de Arte, São Paulo, ambas em 2004;
Quatro Matérias, exposição itinerante-SESC  e “Grande Orlândia” no Rio de Janeiro, 2003;
Pequenos Formatos, Escritório de Arte Mercedes Viegas, RJ, 2001;
Desenho Contemporâneo – Quatro artistas brasileiros, no Centro Cultural São Paulo e Caelum Gallery, NY, EUA, em 1999 e no Paço Imperial, Rio de Janeiro, em 2000;
Exposição  MercoArte, Mar Del Plata, Argentina, 1999;
Gesto Mínimo, curadoria de Luiz Sérgio Oliveira, Galeria de Arte UFF, Niterói, 1997;
Influência Poética- curadoria de Paulo Venâncio Filho no Paço das Artes em Belo Horizonte e no Paço Imperial, Rio de Janeiro em 1996.

Texto: Assessoria de Imprensa


Saiba mais sobre Chandra Santos: http://bit.ly/1bifsNS 

Visite a minha lojinha virtual
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pesquisar este blog

assine nossa newsletter!