O Sete Artes agora é site!

O Sete Artes agora é site!
Clique na imagem para acessar notícias sobre artes visuais

Nova montagem de "GAROTOS", de Leandro Goulart, estreia dia 5 de julho no Teatro das Artes

Peça cumprirá temporada até 27 de julho, às 21h de quinta a sábado, e às 20h30 aos domingos. Os atores Vitor Thiré, Julio Oliveira, Gabriel Leone, Felipe Frazão e Rodolfo Abritta compõem o elenco sob a direção de Leandro Goulart e Afra Gomes.

Texto escrito por Leandro Goulart quando ele tinha apenas 16 anos, "Garotos" é baseado em seu diário pessoal e já rodou vários palcos desde sua primeira montagem, em 2009. A peça estreia dia 5 de julho sob a dinâmica direção da dupla Afra Gomes & Leandro Goulart, e sob os cuidados musicais do diretor Wagner Monaco. Os atores Gabriel Leone e Vitor Thiré, da novela Malhação (Rede Globo), interpretam os "Garotos" ao lado de Julio Oliveira (ator de Tititi e Sangue Bom, ambas novelas da Rede Globo), Felipe Frazão (de Tieta do Agreste – o musical) e Rodolfo Abritta (de Os Cigarras e os Formigas).

A nova montagem da peça se destaca por ser dinâmica, jovem e bastante divertida, sem perder o intimismo e a sensibilidade que marcam o texto de Leandro Goulart. "O espetáculo é a história de um garoto só, contada numa linha cronológica, entre seus 8 e 28 anos. São cinco garotos diferentes que interpretam um só, falando de assuntos muito íntimos e sensíveis. A peça traz o lado feminino, sensível, de um garoto qualquer", descreve o autor.

Montada pela primeira vez em 2009, mais de 500 mil pessoas já assistiram à peça "Garotos". "Poder representar os medos, inseguranças e as primeiras experiências de um garoto é excelente. Porque faz com que eu próprio me reconheça ali. Todo garoto traz boas histórias da puberdade", disse Vitor Thiré, ator de Os Cigarras e Os Formigas.

Os cinco garotos, versáteis e multi talentosos, exploram o canto, a coreografia e a interpretação em cada cena da história, que desperta emoções, dramas e risadas. Por ter um lado biográfico muito forte, o texto não hesita em desvendar alguns segredos que nenhum garoto ousaria contar. E não é só para jovens! Os pais poderão se identificar com a trama também. É como olhar pelo buraco da fechadura e saber tudo o que se passa no cantinho mais íntimo de um garoto: ouvir seus pensamentos, descobrir seus medos, vê-lo suspirar de amor, ver sua curiosidade em torno de tabus, como masturbação.

Ator completo - já trabalhou, inclusive, para o coreógrafo Carlinhos de Jesus - Felipe Frazão disse que a turma não teve dificuldades para "entrar" no diário de Goulart. "O texto não é raso, é sincero. É uma história sobre as experiências que causam maior saudade na vida de um homem. Há drama, há música, e risadas também. Uma peça para jovens e seus pais".

Traçando a linha cronológica do jovem, a peça aborda os conflitos vividos pelos homens durante a fase da adolescência: a fase da experimentação, da busca por certezas e ideologias; também a da descoberta da sexualidade, a primeira transa, a gravidez, o primeiro porre. Misturando um tom de nostalgia com humor, o espetáculo é embalado também por uma trilha sonora que vai desde o romantismo de Fábio Jr., passando pela Bossa Nova e por Gilberto Gil, até chegar ao rock de Raimundos e Capital Inicial.

"A gente conta o que elas querem saber e eles nunca vão confessar", falou Julio Oliveira, que atuou na peça Píramo e Tisbe, dirigida por Vladimir Capella.

PERFIL
LEANDRO GOULART, O AUTOR
Ator, autor, roteirista, diretor de teatro e TV. Aos 15 anos de idade, escreve profissionalmente sua primeira peça infantil, seguida de inúmeros textos dirigidos ao universo adolescente. Do drama ao humor, Goulart acumula em seu currículo mais de 30 obras, dentre espetáculos adultos, jovens e infantis. Em 2003, inicia uma parceria com Afra Gomes, com quem passa a escrever a quatro mãos e marcam, juntos, o lançamento de várias produções bem sucedidas nos anos subsequentes, como as comédias No Conjugado e Pout-PourRir. Em 2006 é convidado a integrar o núcleo de roteiristas do programa Zorra Total, da Rede Globo. Em paralelo, Leandro Goulart continua a produzir para jovens e, recentemente, mais que criar histórias, resgata emoções que viveu ou presenciou, lançando o espetáculo Garotos.

AFRA GOMES E LEANDRO GOULART, OS DIRETORES
Dupla conhecida por revelar grandes talentos, realiza desde 2003 projetos marcados por muita ousadia e originalidade. Entre eles, espetáculos como o Terror Show, uma “comédia musical de terror interativa”; o sucesso arrebatador No Conjugado, que se passava dentro de um apartamento de verdade; Pout-PourRir, que revelou os maiores nomes do humor da atualidade e reuniu convidados especiais, como Claudia Rodrigues, Susana Vieira, e até a rainha da comédia, Dercy Gonçalves, entre outros. Em 2006, a dupla realiza o primeiro programa de TV humorístico no Canal Brasil, o MMPT – Movimento Mídia Para Todos, onde uma personagem difundia suas transloucadas ideias de democratização da mídia. A empreitada foi o pontapé inicial para a criação do Prêmio Urubu de Coco, onde “os meninos” (como são conhecidos) instituíram um prêmio irreverente prestigiando profissionais do cinema nacional que não são reconhecidos nos grandes festivais, como maquiadores e claquetistas e, para os premiados de sempre, novas categorias inusitadas. O Prêmio teve o apoio total da classe artística, como Dira Paes, André Gonçalves, Lucélia Santos, Lázaro Ramos, Maurice Capovilla, entre outros, e ganhou exposição através de colunas e páginas inteiras nos principais jornais e revistas. No ano seguinte, a dupla passou a ministrar a Oficina dos Atores - curso que propiciou direção e lançamento de novos talentos no mercado -, surgindo, a seguir, a Companhia dos Meninos de montagem de espetáculos. Em 2014 elaboram as versões para TV e para o cinema de Garotos, além de estrear diversos espetáculos inéditos voltados para o público jovem, entre eles, o suspense Tudo o Que a Gente Odeia e o musical Meninos e Meninas.

PERFIL - ELENCO
VITOR THIRÉ
Filho do ator e cantor Luís Nicolau e da atriz Luísa Thiré, neto de Cecil Thiré e bisneto de Tônia Carrero, faz parte da quarta geração de atores da família. Com talento nato para o humor, começou no curso de teatro O Tablado, estudando paralelamente outras oficinas, como teatro musical, circo, canto, sapateado e dança. Atuou em diversos espetáculos, dentre eles os infantis Os Cigarras e Os Formigas, de Maria Clara Machado e direção de João Batista; e o premiado O Casamento de Dona Baratinha, sob a direção de Karen Acioly. No cinema, fez o filme Desenrola (2010), dirigido por Rosane Svartman. Na Rede Globo, participou do quadro "Procura-se um Príncipe" do programa Tv Xuxa, e recentemente atuou na novela teen Malhação.

GABRIEL LEONE
Com mais de 20 espetáculos no currículo, o ator, cantor e músico Gabriel Leone iniciou sua carreira na Cia Teatral Notre Dame. Trabalhou em espetáculos como Gota D'água, Senhora dos Afogados, A vida é Sonho e A Megera Domada. Suas atuações renderam duas premiações como Melhor Ator pelo FIT, e outras duas indicações ao mesmo prêmio. Em musicais trabalhou em Rapsódia, sob a direção de Liane Maya e a direção musical de Guilherme Borges; em Os Miseráveis, com montagem da UFRJ; além de espetáculos infantis de Claudio Figueira e de Carlos Arthur Thiré, como a peça Aladim, em que Gabriel interpretou o próprio. Recentemente, viveu o vilão Antônio da novela teen "Malhação", da Rede Globo - atuação que lhe rendeu indicação à categoria de Ator Revelação do 16º Prêmio Contigo de TV.

JULIO OLIVEIRA
Natural de São Paulo, está no Rio de Janeiro desde 2010. Com mais 30 peças em seu currículo, Julio possui vasta experiência em musicais, tendo atuado em O REI E EU, versão brasileira do espetáculo da Boradway com direção de Jorge Takla e em Equus, também da Broadway, com direção de Alexandre Reinecke. Sua atuação na peça Píramo e Tisbe, dirigida por Vladimir Capella, rendeu uma indicação ao Prêmio FEMSA Coca-cola de Melhor Ator. Na TV, Julio atuou nas novelas Ti Ti Ti e Sangue Bom, ambas da Rede Globo, além de participações e trabalhos nas emissoras SBT, Record e Rede TV. No cinema atuou no filme Salve Geral, de Sério Rezende.

RODOLFO ABRITTA
Começou a estudar teatro e arte em 2006. Durante seis anos fez cursos de teatro, canto, circo, sapateado e dança na Catsapá Escola de Musicais e na Oficina Dos Atores. Atuações em 8 espetáculos teatrais, como Os Cigarras e os Formigas, de Maria Clara Machado; O Círculo de giz, de Bertold Brecht; e Pianíssimo, de Tim Rescala. Participou, ainda, da série Desenrola Aí do canal Multishow e do filme Não Pare na Pista - A Melhor História de Paulo Coelho, do diretor Daniel Augusto. Seus últimos trabalhos foram os espetáculos O Canto do Mundo e É Você Que Eu Amo, ambas escritas e dirigidas por Afra Gomes e Leandro Goulart.

FELIPE FRAZÃO
Foi na SP Escola de Teatro, que Felipe Frazão se encontrou, aprendendo técnicas, abordagens, e exercitando trabalhos de Body Mind Centering, Viewpoints, Suzuki, Decroux, entre tantas outros. É um ator completo, tendo se aperfeiçoado em cursos de sapateado e canto, além de preparação vocal e corporal. Entre inúmeros espetáculos em que atuou, destacam-se os premiados Tieta do Agreste – o musical, sob a direção de Christina Trevisan; Zona de Guerra, direção de André Garolli; e Eu Sou o Samba – o musical, dirigido por Fábio Pillar e coreografado por Carlinhos de Jesus. Seu mais recente trabalho no teatro foi a comédia musical Favela, dirigida e coreografada por Márcio Vieira, e nas telonas participou do filme Maremoto (2012), de Daniel Aratangy.

SERVIÇO
Estreia: 05 de julho
Temporada: de 05 a 27 de julho
Local: Teatro das Artes
Endereço: Shopping da Gávea - Loja 264, 2º Piso - Rua Marquês de São Vicente, 52 - Gávea
Horários: 21h de quinta a sábado, e 20h30 aos domingos.
Ingressos: R$ 70,00 (inteira) / R$ 35,00 (meia)
Duração: 80 minutos.
Classificação: 14 anos.

Texto: Minas de Ideias Comunicação Integrada

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Arquivo

Mais populares

Popular na semana