O Sete Artes agora é site!

O Sete Artes agora é site!
Clique na imagem para acessar notícias sobre artes visuais

LUCINHA ARAÚJO DISPONIBILIZARÁ ACERVO DE CAZUZA PARA CATALOGAÇÃO E DIGITALIZAÇÃO

A partir de março de 2015 toda a obra de Cazuza estará disponível para catalogação, digitalização e acondicionamento e, depois de dezoito meses, prazo este estimado para o término do projeto, ficará disponível para visualização, pesquisa e download via internet.

O acervo de Cazuza será submetido a conversão para mídia digital dos documentos e a criação de um site biográfico (vida e carreira artística). Esse site irá disponibilizar os documentos integrando banco de dados com a visualização das imagens e a reprodução de som. O acervo de Cazuza possui cerca de 10.000 documentos, entre rascunhos de letras de músicas manuscritas, correspondências, gravações de videos caseiros, fotos, recortes de jornal e documentos diversos que testemunham sobre uma das mais criativas épocas da música brasileira.

O projeto irá:

-         Organizar os documentos encontrados sob a guarda da família;
-         Fazer a higienização e conservação preventiva dos documentos em suporte papel;
-         Digitalizar toda a documentação suporte papel manuscritos ou impressos, DVD’s, CD’s, fitas, filmes, fotos;
-         Adaptar a interface visual do site do acervo digital;
-         Criar a identidade visual do site do acervo para integrá-lo ao portal do artista já existente (www.cazuza.com.br)
-         Disponibilizar via internet todo o acervo indexado
Democratização do acesso

A importância de Cazuza para a música popular brasileira justifica a necessidade de ter sua documentação preservada e divulgada também no âmbito internacional, possibilitando melhor seu conhecimento e em consequência, sua maior compreensão. O processo de disponibilização do acervo digital de Cazuza caracteriza-se importante não apenas pela democratização do acesso à informação (via internet), como também na preocupação com a preservação do acervo original, permitindo que representações digitais de alta qualidade restrinjam o manuseio dos originais que serão armazenados em condições ambientais apropriadas.
Além do Acervo Digital, o visitante virtual também poderá, por meio dos links disponíveis na página, navegar no site da Sociedade Viva Cazuza, no site oficial www.cazuza.com.br, no twiter, blogs, YouTube e Facebook.

Sociedade Viva Cazuza é a única beneficiária de todos os direitos autorais do acervo

A Sociedade Viva Cazuza é a única beneficiária de todos os direitos autorais do acervo de Cazuza. Isso quer dizer que com seu acervo digitalizado, o acesso será muito mais simples, e abrangente de toda sua obra, possibilitando, dessa forma, uma maior facilidade para pesquisadores, historiadores, cineastas, músicos, entre outros, para encontrar peculiaridades antes perdidas em meio a um acervo tão extenso.

Sobre a Sociedade Viva Cazuza

Após a morte de Cazuza, sua mãe, Lucinha Araújo, fundou a Sociedade Viva Cazuza, Instituição filantrópica com título de utilidade pública federal, estadual e municipal, e certificado de filantropia, que dá assistência à pacientes HIV positivos através de dois projetos: Casa de Apoio Pediátrico, que abriga crianças e adolescentes carentes HIV positivos, um Projeto de Adesão ao Tratamento, onde são atendidos socialmente 160 pacientes em tratamento ambulatorial na rede pública e prevenção do HIV/Aids através de website, twitter, facebook e do Prêmio Cazuza de Vídeo, em sua terceira edição.



Texto: Paulo Motta

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Arquivo

Mais populares

Popular na semana