Lapalê: festival celebra cultura da Lapa em abril


Considerada o berço da boemia carioca, a Lapa se tornará palco de uma grande celebração da cultura local nos dias 25 e 26 de abril. Em comemoração ao centenário da criação do “mito boêmio” e aos 450 anos do Rio, a região receberá, pela primeira vez, o Festival Lapalê, que engloba uma Feira Literária, o fórum aberto Falapa e a mostra de cinema Lapavê, além de atrações musicais (Lapa Sonora), passeios com historiadores, entre outras programações especiais ao longo do fim de semana.

Com curadoria de Leo Feijó, Julio Silveira, Chris Lima, Luiz Nascimento, Joana Henning e Marcio Brow Marques, o Festival Lapalê promoverá o encontro de editoras, escritores, pensadores, historiadores e artistas durante a semana em que se comemora o Dia Mundial do Livro. Ao reunir 30 editoras com publicações dedicadas à história do Rio, à arte, e à cultura brasileira nos Arcos, e promover lançamentos e debates, o Festival Lapalê pretende gerar entusiasmo, reflexões e ações sobre o constante processo de transformação urbana e cultural vivenciado pela Lapa. A programação ocorrerá na Praça Cardeal Câmara - Arcos da Lapa - RJ e Espaços Culturais da Lapa. O projeto é patrocinado pela Secretaria Municipal de Cultura do Rio.

Hoje, o bairro recebe mais de 50 mil pessoas, durante os fins de semana, atraídas pela música, dança, festa e por alguns dos principais ícones do patrimônio histórico do Brasil. “A ideia é que esta seja a primeira edição do festival. Queremos colocar o LapaLêno calendário de eventos anuais da cidade. A Lapa tem potencial para isso”, comenta Léo Feijó.

Um dos destaques da programação do Festival Lapalê é o Tour Histórico-Cultural. A agência Rios de História, especializada em Rio Antigo, realizará um passeio guiado no bairro, visita a casas de escritores que viveram na Lapa e um roteiro sobre os bares tradicionais. Estes estabelecimentos estão sob cuidados do Instituto Rio Patrimônio da Humanidade (IRPH). Será realizado também o IX Tweed Ride RIO - Edição Outono, passeio ciclístico à moda antiga, em uma parceria com o projeto Ciclista Aprendiz, onde será feito um trajeto (ciclístico) poético musical a ser percorrido pela Lapa. A concentração será no domingo, 26 de abril, às 14h, na Praça dos Arcos.

O projeto também vai promover um concurso literário que selecionará contos e ensaios sobre o bairro para a “Antologia da Lapa”. A obra escolhida será publicada pela Ímã Editorial. Os interessados devem se inscrever até o dia 31 de março, no site do Festival Lapalê, e os selecionados participarão da Mesa de Literatura do Falapa, no dia 26 de abril. Além disso, haverá uma programação especial na Sede das Cias, com o #1MOL, espaço de trocas, discussões e ações desenvolvidas a partir das temáticas do mês, que acontece todas as terças, às 20h. O evento recebe convidados de áreas variadas para estimular a interação e fomentar encontros não previstos.

Além disso, a mostra Lapavê exibirá filmes relacionados à história do bairro, como “A Farra do Circo”, de Roberto Berliner e Pedro Bronz, e “L.A.PA.”, de Cavi Borges e Emílio Domingues. O Falapa (Fórum Aberto da Lapa) promoverá encontros e debates sobre a região entre escritores, arquitetos, urbanistas, músicos, jornalistas, historiadores, designers e gestores públicos.

"O Lapalê reverencia o bairro, que, desde a construção dos Arcos da Lapa, é, por excelência, o local de construção e reconstrução da identidade carioca. Celebrar a nossa literatura nesse berço de carioquice é muito simbólico e reforça a rica base cultural da boemia carioca", afirma o Secretário Municipal de Cultura Marcelo Calero.

De acordo com Leo Feijó, o festival foi criado para discutir o modelo atual de organização do território, da governança e aproveitar o potencial da economia criativa da Lapa. A região viveu diversas transformações nos últimos 100 anos, tornando-se um dos maiores destinos boêmios e efervescentes do país.

“A Lapa é um dos principais centros de produção cultural do Brasil e um destino turístico conhecido no mundo todo. É comparada ao Pão de Açúcar e ao Corcovado. Com o Festival Lapalê, vamos reforçar a relação do bairro com a literatura e comemorar os 450 anos do Rio no coração da cidade, onde a cultura se expressa intensamente, com todo o entusiasmo carioca”, afirma Feijó.

O evento contará com a participação de espaços do entorno durante o dia, como Cinema Nosso, Galeria Scenarium, Casa Nuvem, La Paz, Semente, Plano B, Sede das Cias, Teatro Odisseia e a Casa de Choro, que será inaugurada durante o evento. As atrações terão preços populares, ampliando o acesso à cultura e atraindo moradores, trabalhadores e frequentadores do território. Será distribuído um mapa da região, indicando os endereços e a programação completa.



PROGRAMAÇÃO – FESTIVAL LAPALÊ – 23 a 29 de abril
Quinta, 23 de abril, 19h – Festa de Abertura
Em comemoração ao Dia Internacional do Livro e ao Dia Nacional do Choro, haverá apresentação do grupo Espírito do Choro, lançamento da antologia sobre a Lapa e pré-lançamento do livro “O som do vinil”, de Charles Gavin, ambos pela Ímã Editorial, além de discotecagem com vinil e música brasileira com Charles e o DJ Zé Octávio.

Local: Teatro Odisseia

Entrada Franca



Sábado, 25 de abril, 10h às 19h
10h – Tour literário com o Rios de História: arquitetura, monumentos, história, visita às antigas residências de escritores que viveram na Lapa, bares tradicionais cafés literários (atividade gratuita) – Ponto de Encontro: Tenda Lapalê / Grátis

11h – Feira Literária na Praça dos Arcos – editoras, sebos, artistas, designers e lojas das instituições culturais da região da Lapa mostram suas produções – Praça dos Arcos

11h – Heloisa Fischer – performance de set list de música clássica, na Praça dos Arcos

11h - Residência artística de processo criativo de espetáculo baseado no livro “Cosmocômicas”, na Sede das Cias

11h30 – Tour literário com o Rios de História em bares tradicionais - Ponto de Encontro: Tenda Lapalê / Grátis

13h - Lançamento / Autógrafo livro infantil “A estrelinha negra” de Cris Macena, na Multifoco Bistrô

Lançamento / Autógrafo do livro “Dez, nota dez! Eu sou Carlos Imperial” de Denilson Monteiro, na Blooks - Praça dos Arcos

13h – Performance do DJ Zé Octávio – Tenda Lapalê – Praça dos Arcos

14h – Ocupação Musical do Movimento “Cultura Salve Lapa”, com Leo Barata & Gabu, Mc's Dom Negrone , Aori , Jota , Gil Metralha e WF, Dj's: Zezinho , Marcelinho MG , Goranmo, a dupla Baré & Mouchoque e Kong Mc Funkero, Dj's Kymbo e Marcelinho MG Exposição de Vinil, com expositores Tropica Wax & Flavio Cesar - Escadaria Selarón

14h - Lançamento / Autógrafo “Qtais” de Luis Turiba, na 7 Letras – Praça dos Arcos

14h - Abertura com Marcelo Calero, Secretário Municipal de Cultura e Presidente do Comitê Rio 450 – na Fundição Progresso

14h30 – Falapa (Fórum de Debate) - “A Lapa está voltando a ser o ponto maior do mapa - História, Patrimônio, Urbanismo e Governança na Lapa” na Fundição Progresso, com Marcelo Calero, Washington Fajardo, Nireu Cavalcanti, Tiago Cesário Alvim e Marcus Faustini

14h30 - Lançamento / Autógrafo do livro “Monobloco: uma biografia” de Leo Morel, na Azougue – Praça dos Arcos

15h - Lançamento / autógrafo do livro “Heróis da Guitarra”, de Leandro Souto Maior e Ricardo Schott – Tenda Lapalê

16h - Lançamento / autógrafo “Aconteceu na Lapa: novela carioca em quadrinhos, de Luís Pimentel e Amorim – Tenda Lapalê e do livro “Lapa 2000 – memórias de um produtor musical”, de Lefê Almeida (in memoriam)

16h – Rio Maracatu – Cortejo do grupo musical na Praça dos Arcos

16h – Falapa (Fórum de Debate) - “A Lapa de hoje e a Lapa de outrora que revivemos agora - Place Branding, Design e Território”, com Chris Lima, Paula de Oliveira Camargo e Raquel Goulart, na Fundição Progresso

16h – Lapa Sonora – Show de Marcello Magdaleno, no Sarau

17h – Show e sessão de autógrafos com Zé Paulo Becker, Jacinto Correa e Maria Rezende (Lançamento do livro “Carne do Umbigo”), no Semente

17h - Falapa (Fórum de Debate) -"Foi na Lapa que eu aprendi a ler, foi na Lapa que eu cresci", com Luiz Alberto Simas, Carla Branco (mediadora), Marcelo Mendes e Eliane Costa, na Fundição Progresso

17h – Lapavê - Mostra de Filmes no Cinema Nosso – Sessão 1 (ingressos: R$ 2) Rua do Rezende 80 | 2505-3300 20h - Mostra de Filmes no Cinema Nosso – Sessão 2 (ingressos: R$ 2) Rua do Rezende 80 | 2505-3300

18h – Falapa (Fórum de Debate) - “Lapa, minha Lapa boêmia, a lua só vai pra casa depois do sol raiar – Música na Lapa Ontem e Hoje”, com Lefê Almeida (in memoriam), João Cavalcanti, Lencinho e Charles Gavin, na Fundição Progresso

18h - Lapavê – “Filme Eis A Lapa” (R$ 2) no Cinema Nosso

19h40 – Lapavê – Filme “Eu sou Assim - Wilson Batista” curta-metragem (R$ 2) no Cinema Nosso

20h30 – Lapavê – Filme “L.A.P.A” (R$ 2) no Cinema Nosso

21h50 – Lapavê – Filme “Rainha Diaba” (R$ 2) ) no Cinema Nosso



Domingo, 26 de abril, 10h às 19h
11h – Feira Literária na Praça dos Arcos – editoras, sebos, artistas, designers e lojas das instituições culturais da região da Lapa mostram suas produções (descontos definidos por cada expositor).

14h - Tweed Ride RIO (passeio ciclístico à moda antiga). Ponto de Encontro: Tenda Lapalê. (Material: mapa, envelope, lápis de cor, canetas, bicicletas, equilíbrio e imaginação. Figurino: Trajes de época que relembrem as décadas de 1930, 40 e 50)

14h30 - Falapa (Fórum de Debate) – “O Bairro das Quatro Letras - A Lapa escrita e a Lapa dos escritores”, com Marcelo Moutinho, Henrique Rodrigues e autores da antologia Lapalê — Para ler a Lapa, na Fundição Progresso

15h – Show do Marcos Sacramento, no Bar Sarau

15h - Lançamento do livro“Dos cafés parisienses aos botequins cariocas”, de Wanda Vilhena, na barraca Lapalê e Lançamento do livro “Eu sou Trezentos, Mário de Andrade Vida e Obra”, de Eduardo Jardim, na barraca da Edições de Janeiro

16h – Falapa (Fórum de Debate) – “Um Café Zurrapa no Largo da Lapa - Os botequins e a boemia na identidade carioca”, com Paulo Thiago de Mello, Alfredo Herkenhoff, Wanda Vilhena Freire e Zé Octávio Sebadelhe, na Fundição Progresso.

16h – Lapavê – Curta “Postal da Lapa” (R$ 2) no Cinema Nosso

16h15 - Lapavê – Filme “A Farra do Circo” (R$ 2) no Cinema Nosso

16h – Monte Alegre Hot Jazz Band (gratuito) – Praça dos Arcos

17h – Show Marcos Sacramento (gratuito) – Sarau Bar (em frente ao painel de grafite da Lapa)

17h – Falapa (Fórum de Debate) – "Sonhei que a Lapa bohemia dos meus cabarés voltava trazendo de novo a cidade aos seus pés - A liberdade de opção sexual e a realidade na Lapa de ontem e de hoje”, com "Mãe" Luana (AGENTTE)e Dra. Rita Colaço (advogada e historiadora), na Fundição Progresso.

18h - Falapa (Fórum de Debate) – "Quem faz a LAPA viver...é nós! - As dores e delícias de viver e trabalhar na Lapa”, com Paulo Magalhães (Cientista social pela Universidade Federal Fluminense), Luis Claudio Vasquez, subprefeito do Centro e Leo Barata (Morador da Lapa e organizador do movimento Cultura Salve Lapa), na Fundição Progresso

18h – Autógrafos/Lançamentos na Praça dos Arcos

18h20 - Lapavê – Curta “Rio Film School” (R$ 2) no Cinema Nosso

18h40 - Lapavê – Filme “Madame Satã” (R$ 2) no Cinema Nosso



Quarta, 29 de abril, às 20h
Festa oficial de encerramento do Festival Literário da Lapa com show de Marcos Sacramento. Local: Semente. Entrada: R$30




Fonte:
Arteiras Comunicação


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Pesquisar este blog

assine nossa newsletter!