Pular para o conteúdo principal

Biografia

Kandinsky: Vida e Obra
por chandra santos

O pintor russo Wassily Kandinsky nasceu em Moscou no dia 4 de dezembro de 1866. Menino prodígio aprendeu a desenhar e a tocar piano e violoncelo aos cinco anos de idade. Após o divórcio de seus pais, quando ainda era uma criança, o artista foi criado pela tia. Mais tarde, aos 26 anos, casou-se com a prima, Anya Chimiakine. Na época do matrimônio ele já havia cursado Direito e Economia na Universidade de Moscou. Mas, manteve-se em contato com as artes, presentes no seu subconsciente e nos seus hobbies cotidianos, até se tornar pintor na profissão. O Sete Artes preparou uma matéria especial sobre o artista vencedor, com 50% dos votos, da enquete realizada pelo jornal no mês passado. Confira.

Veja Também:

  Imagem: autoria desconhecida


Carreira artística

Kandinsky optou pela vida artística por dois motivos: a obra expressionista de Claude Monet e a ópera de Wagner. O russo considerava a música (sons) e a pintura (cores) emocionantes e priorizou-as em suas obras. Em 1896, ele mudou-se para Munique, considerada a cidade artística da época, onde fez amizade com, o também, pintor Paul Klee. Em 1901, o artista  fundou a associação de artistas-expositores "Phalanx" (Falange) com mostras de obras suas e de seus colegas. Cinco anos depois da extinção do grupo, em 1909, surge a “Nova Associação dos Artistas de Munique", sob a sigla NKVM. Foi nessa época que Kandinsky pintou a obra mais importante de sua carreira: “Composição II”, que foi parcialmente destruída durante a Segunda Guerra Mundial.


Composição II: obra parcialmente destruída na Segunda Guerra Mundial
Imagem: Kandinsky/ Ocaiw

Como a maioria dos artistas, Kandinsky não foi reconhecido pela crítica em vida e era tido como louco. Mas, os anos passavam e o talento dele era cada vez mais aprimorado. Em 1910, o artista publicou o livro “Do Espiritual na Arte“ e pintou sua primeira obra não figurativa , uma aquarela abstrata. Seus colegas da "NKVM" não aceitavam sua evolução e criticavam-no o tempo todo. Por causa dessas desavenças internas e depois do cancelamento de várias exposições, em 1911, Kandinsky deixa o grupo. Um ano depois, enfraquecido, o "NKVM" chega ao fim.

O artista russo realizou sua primeira exposição coletiva ainda em 1911. Nela, destacaram-se as obras: “Impressão – Moscou”, “Improvisação 22“ e “ Composição V.” No ano seguinte realizou a primeira mostra individual. Em 1913, ele cria a obra “Quadro com Borda Branca”, que marcou o início de muitas de suas obras abstratas.


"Composição V": quadro fez parte da primeira exposição coletiva do artista

Imagem: Kandinsky/ Ocaiw

Kandinsky catalogava suas obras em três grupos:
  1. “Impressões” – quando faziam referência ao modelo naturalista
  2. “Improvisações” – quando pretendiam refletir as emoções espontâneas
  3. “Composições” – quando possuiam umo grau mais complicado e mais elevado
Entre os anos de 1918 e 1921, o russo participou da reforma de museus, publicou seis ensaios, começou a editar o primeiro volume de uma enciclopédia de artes plásticas (que nunca foi publicada) e começou a lecionar na Escola Bauhaus, em Weimar, no leste da Alemanha. A parit de 1922, com a ascensão do partido bolchevista, as obras do artista são retiradas dos museus. Em 1923, o pintor russo expõe em Nova York. Três anos depois, em Munique, o segundo livro dele é publicado: “ Ponto e linha em relação à superfície”. A última grande obra do artista chama-se “À Volta do Círculo”, datada de 1940. Kandinsky  ficou incapacitado de pintar devido uma arteriosclerose.

Vida Pessoal

Com a eclosão da Primeira Guerra Mundial o artista fugiu para Suiça acompanhado da esposa. Mesmo assim, o conflito abalou o relacionamento deles e em 1916 se divorciaram. Um ano depois, ele conheceu por telefone Nina Andreewsky, bem mais jovem que ele. Os dois se apaixonaram e casaram no mesmo ano. Desse relacionamento nasceu seu filho Vsevdov, que veio a falecer em 1920. Em 1933, quando já havia se tornado um artista de renome nacional, Kandinsky se muda para Paris com a esposa. Porem teve de abandonar o ofício de pintor porque a França só valorizava as obras de seus próprios artistas. Seis anos depois, o casal adquire nacionalidade francesa. O artista faleceu em 13 de dezembro de 1944, aos 78 anos, em Neuilly-sur-Seine.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

A origem do Modernismo brasileiro, por chandra santos

"Abaporu": obra deu origem ao Movimento Antropofágico
Imagem: Tarsila do Amaral
As ideias surrealistas vieram para o Brasil na década de 1930 e foram absorvidas pelo movimento Modernista. A pintora Tarsila do Amaral e o escritor Ismael Nery foram os mais influenciados. Além deles, a escultora Maria Martins, o pintor pernambucano Cícero Dias, o poeta Murilo Mendes e os escritores Aníbal Machado e Mário Pedrosa também acrescentaram elementos surreais em suas obras.
A Semana de 22 foi o ápice do movimento Modernista no Brasil. Mário de Andrade, Oswald de Andrade, Víctor Brecheret, Plínio Salgado, Anita Malfatti, Menotti Del Pichia, Guilherme de Almeida, Sérgio Milliet, Heitor Villa-Lobos e Tarsila do Amaral são algumas das personalidades que estiveram presentes no evento ocorrido nos dias 13, 15 e 17 de fevereiro no Teatro Municipal de São Paulo. Considerada um marco na arte brasileira, por propor a ruptura com o passado, a Semana de 22 revolucionou a Literatura, a música, a pin…

"A Aventura Surrealista", por chandra santos

Já está à venda o livro "A Aventura Surrealista" , do ensaísta e artista plástico Sergio Lima. A obra conta a história e a influência do surrealismo na arte moderna brasileira, entre 1901 e 1920.
Quem se interessou pelo tema, pode adquirir a publicação anterior, de 1995, que aborda as vertentes formadoras do movimento surrealista. O artista pretende lançar mais duas obras: uma sobre os anos 1921-30 e outra com antologia do surrealismo no Brasil.

Imagem: Reprodução de Internet




Feliz Dia do Amigo

O Sete Artes deseja a todos um Feliz Dia do Amigo!!!!






 (Clique para ampliar)
Saiba a origem da data aqui.

Siga @chandrasantos no Twitter e retuíte frases de amizade para os seus amigos!
Imagem: Autoria Desconhecida





Curiosidades

O que são Belas Artes?
por chandra santos
Definir arte é uma tarefa complexa, que varia de acordo com as transformações culturais e o contexto histórico. Segundo o filósofo Charles S. Peirce, fundador da Semiótica, a principal função das artes é expressar os estados de consciência humana. Partindo dessa definição, terapeutas e psicólogos passaram a usá-las como parte de tratamentos. A psiquiatra brasileira Nise da Silveira fundou o "Museu de Imagens do Inconsciente" com obras feitas por seus pacientes durante a terapia ocupacional.

São consideradas Belas Artes: Arquitetura; Pintura; Escultura; Música; Literatura; Teatro e Dança; e Cinema. A divisão e o termo foram criados pelas academias de arte europeias, no século XVII, com o objetivo de separar as artes em duas classificações. Segundo artigo publicado na Wikipédia, eram consideradas, até o século XIX, como artes "superiores" as Belas Artes e como artes "inferiores' as Artes Aplicadas.

"As belas arte…

Programação/ Artes Visuais (SP)

Exposição PARAISO na Galeria André

Entre os dias 16/08 e 11/09, a Galeria André recebe a mostra PARAISO, inciando um novo ciclo do centro cultural. Participam da mostra André Crespo, Clarice Gonçalves, Eduardo Kobra, João César de Melo, Luiza Ritter, Marco Stellato, Paulo Queiróz, Rafael Resaffi e Rodrigo Cunha. A mostra tem curadoria de Sônia Skroski.
De acordo com release recebido pelo Sete Artes: "Artistas novos foram procurados com empenho, indicações, visitas aos ateliers, análise de obras, um verdadeiro garimpo. E desta procura foram selecionados 9 artistas que farão parte da exposição PARAISO. O tema abrange além do que nossa imaginação pode chegar. Os artistas vão expor obras inéditas, criadas especialmente para a mostra. A escolha dos artistas demonstra jovialidade das obras e dos artistas. O tema foi escolhido para proporcionar aos artistas uma performance peculiar e densa dentro do universo de cada um."
Conheça: texto: Assessoria de Imprensa da Galeria André
André Cresp…