Pular para o conteúdo principal

Por dentro do Museu Imperial

Museu Imperial oferece concerto gratuito de Turíbio dos Santos*


Um dos maiores violonistas brasileiros poderá ser visto gratuitamente em Petrópolis. No dia 05 de novembro, Dia Nacional da Cultura, a Sociedade de Amigos do Museu Imperial (SAMI) oferecerá ao público um concerto de Turíbio dos Santos. O evento também marca a comemoração dos 20 anos de criação da SAMI.

Os ingressos são gratuitos e limitados, podendo ser retirados na bilheteria do Museu de 26 de outubro até o dia do evento. O concerto ocorrerá às 19h, no Cine Teatro Museu Imperial.

Considerado pela crítica e pelos especialistas como um dos maiores violonistas clássicos da atualidade, Turíbio dos Santos já percorreu o mundo diversas vezes, com críticas brilhantes nos principais centros musicais. Com 65 discos gravados, já dividiu o palco com grandes celebridades musicais e foi acompanhado por orquestras como a Royal Philharmonic Orchestra, English Chamber Orchestra, Orchestre National de France, Orchestre National de L'Opéra de Monte-Carlo, Concerts Pasdeloup, Concerts Colonne e Orquestra Sinfônica Brasileira, entre outras.

Foi ainda criador das Escolas de Música da UFRJ e da Unirio e da Orquestra Brasileira de Violões, diretor daSala Cecília Meireles e do Museu Villa-Lobos, ambos no Rio de Janeiro, e membro-fundador do Conseil D'Entraide Musicale, da UNESCO. Em 1999 regravou a obra completa de Heitor Villa-Lobos para violão ao lado de compositores como Edino Krieger, Sérgio Barboza, Nicanor Teixeira, Chiquinha Gonzaga e Ernesto Nazareth, para uma série de 5 CDs em comemoração aos 500 anos do Descobrimento do Brasil.

Sociedade de Amigos do Museu Imperial

Em 2011, a Sociedade de Amigos do Museu Imperial (SAMI) completa os 20 anos de sua fundação. Atualmente, a entidade conta com cerca de 180 associados, cujas contribuições são aplicadas emprojetos, atividades, aquisição de material e contratação de serviços no Museu.

Segundo o diretor do Museu Imperial, Maurício Vicente Ferreira Júnior, a SAMI tem desempenhado um papel fundamental no apoio às atividades propostas pelo Museu Imperial. “Com a SAMI, o Museu ampliou o leque de serviços oferecidos à sociedade, aproximando, ainda mais, o acervo histórico e artístico preservado na residência do imperador d. Pedro II com o público brasileiro e estrangeiro”. 

Além de contribuir para que o Museu Imperial continue prestando serviços de qualidade ao seu público e sendo motivo de orgulho para o país, os associados contam com vantagens, como entrada gratuita em eventos e exposições, reserva de ingressos e lugares para os programas especiais, recebimento do calendário mensal das atividades e desconto na loja do Museu, além de eventos exclusivos.

Para se tornar um associado, basta preencher o formulário na páginahttp://www.museuimperial.gov.br/portal/sami. A contribuição é de R$ 180,00 por ano.

Há ainda a possibilidade de se associar em outras duas categorias: benemérito e mantenedor. No primeiro caso, o valor da contribuição anual é de, no mínimo, R$ 5.000, e, além das vantagens dos associados, o membro terá direito a catálogos gratuitos das exposições e coleções e reserva de lugares especiais nos eventos, com direito a convidados.

Já a categoria de mantenedor é voltada paraempresas e organizações que desejem contribuir para a manutenção anual das atividades do Museu. Nesse caso, os membros terão benefícios como inclusão da logomarca em todos os folhetos e publicações da SAMI e possibilidade de aluguel de espaços para eventos e recepções a preços reduzidos.

*Texto da assessoria de imprensa do Museu Imperial
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

A origem do Modernismo brasileiro, por chandra santos

"Abaporu": obra deu origem ao Movimento Antropofágico
Imagem: Tarsila do Amaral
As ideias surrealistas vieram para o Brasil na década de 1930 e foram absorvidas pelo movimento Modernista. A pintora Tarsila do Amaral e o escritor Ismael Nery foram os mais influenciados. Além deles, a escultora Maria Martins, o pintor pernambucano Cícero Dias, o poeta Murilo Mendes e os escritores Aníbal Machado e Mário Pedrosa também acrescentaram elementos surreais em suas obras.
A Semana de 22 foi o ápice do movimento Modernista no Brasil. Mário de Andrade, Oswald de Andrade, Víctor Brecheret, Plínio Salgado, Anita Malfatti, Menotti Del Pichia, Guilherme de Almeida, Sérgio Milliet, Heitor Villa-Lobos e Tarsila do Amaral são algumas das personalidades que estiveram presentes no evento ocorrido nos dias 13, 15 e 17 de fevereiro no Teatro Municipal de São Paulo. Considerada um marco na arte brasileira, por propor a ruptura com o passado, a Semana de 22 revolucionou a Literatura, a música, a pin…

"A Aventura Surrealista", por chandra santos

Já está à venda o livro "A Aventura Surrealista" , do ensaísta e artista plástico Sergio Lima. A obra conta a história e a influência do surrealismo na arte moderna brasileira, entre 1901 e 1920.
Quem se interessou pelo tema, pode adquirir a publicação anterior, de 1995, que aborda as vertentes formadoras do movimento surrealista. O artista pretende lançar mais duas obras: uma sobre os anos 1921-30 e outra com antologia do surrealismo no Brasil.

Imagem: Reprodução de Internet




Feliz Dia do Amigo

O Sete Artes deseja a todos um Feliz Dia do Amigo!!!!






 (Clique para ampliar)
Saiba a origem da data aqui.

Siga @chandrasantos no Twitter e retuíte frases de amizade para os seus amigos!
Imagem: Autoria Desconhecida





Curiosidades

O que são Belas Artes?
por chandra santos
Definir arte é uma tarefa complexa, que varia de acordo com as transformações culturais e o contexto histórico. Segundo o filósofo Charles S. Peirce, fundador da Semiótica, a principal função das artes é expressar os estados de consciência humana. Partindo dessa definição, terapeutas e psicólogos passaram a usá-las como parte de tratamentos. A psiquiatra brasileira Nise da Silveira fundou o "Museu de Imagens do Inconsciente" com obras feitas por seus pacientes durante a terapia ocupacional.

São consideradas Belas Artes: Arquitetura; Pintura; Escultura; Música; Literatura; Teatro e Dança; e Cinema. A divisão e o termo foram criados pelas academias de arte europeias, no século XVII, com o objetivo de separar as artes em duas classificações. Segundo artigo publicado na Wikipédia, eram consideradas, até o século XIX, como artes "superiores" as Belas Artes e como artes "inferiores' as Artes Aplicadas.

"As belas arte…

Programação/ Artes Visuais (SP)

Exposição PARAISO na Galeria André

Entre os dias 16/08 e 11/09, a Galeria André recebe a mostra PARAISO, inciando um novo ciclo do centro cultural. Participam da mostra André Crespo, Clarice Gonçalves, Eduardo Kobra, João César de Melo, Luiza Ritter, Marco Stellato, Paulo Queiróz, Rafael Resaffi e Rodrigo Cunha. A mostra tem curadoria de Sônia Skroski.
De acordo com release recebido pelo Sete Artes: "Artistas novos foram procurados com empenho, indicações, visitas aos ateliers, análise de obras, um verdadeiro garimpo. E desta procura foram selecionados 9 artistas que farão parte da exposição PARAISO. O tema abrange além do que nossa imaginação pode chegar. Os artistas vão expor obras inéditas, criadas especialmente para a mostra. A escolha dos artistas demonstra jovialidade das obras e dos artistas. O tema foi escolhido para proporcionar aos artistas uma performance peculiar e densa dentro do universo de cada um."
Conheça: texto: Assessoria de Imprensa da Galeria André
André Cresp…