Pular para o conteúdo principal

Artes Visuais

Sobre o Centro Maria Teresa Vieira




Corre pelo Facebook  o link do vídeo ao lado que fala sobre um comunicado recebido pelo Centro Maria Teresa Vieira, localizado no Centro do Rio de Janeiro, pedindo a desocupação do imóvel. 

Segue abaixo a íntegra do texto publicado no perfil do Centro no Facebook:

"Das ruínas de um imóvel completamente destruido há 25 anos, a inauguração de um centro de arte repleto de vida, criatividade e solidariedade. O processo de implantação do Centro Maria Teresa Vieira em próprio municipal na Rua da Carioca, começou no início da década de 80 quando alunos, artistas, educadores e amigos de Maria Teresa começaram uma campanha para consegui um inóvel permanente para comtinuidade de seu projeto. Constataram que sua residência-oficina de arte não conseguia ficar mais do que cinco anos em um mesmo imóvel. Para viabilizar a continuidade da instituição, desde a década de 60, Mara Teresa alugava casas grandes que não estvessem em bom estado e pouco à pouco ia restaurando o imóvel, onde também residia com seus filhos no segundo andar e, no primeiro, desenvolvia cursos de artes visuais convidando artistas de várias linguagens.

"Quando os locatários viam as suas ruínas se transformarem numa linda casa, nos "pediam" para sair, e nós íamos morar, trabalhar e retaurar outra casa."

E foi assim, de um reconhecimento por 50 anos de artes e 46 anos de magistério de uma das pioneiras e mais ativas arte educadoras do Brasil, trabalhando pela arte ao alcance de todos, contribuindo com o desenvolvimento da educação inclusiva, da arte terapia e da inclusão social através da arte numa época que só havia assistencialismo, que nasceu essa parceria com a municipalidade, onde a prefeitura entrou com um imóvel em ruínas e a condição de um aluguel abaixo do mercado e Maria Teresa e sua instituição, do qual também sou sócio fundador, reconstruiu, restaurou e deu continuidade ao projeto, beneficiando milhares de crianças, jovens e adultos, além do pioneirismo na revitalização cultural da Rua da Carioca e Praça Tiradentes. 

Após o falecimento de Maria Teresa, o contrato que é público, expirou, e a instituição está há 14 anos sem contrato, porém com o apoio de vários setores representativos da sociedade, o Vereador Reimont Otoni, presidente da Frente Parlamentar pela Democratização da Cultura, da Cãmara Municipal, obteve em Julho de 2011, o apoio do prefeito Eduardo Paes à continuidade da instituição no local, bem como, a sua regularização com a assinatura de um novo contrato de locação.

Atualmente, em vias de assinar um novo contrato, esperamos, com o justo, legal e imprescindível amparo jurídico, continuar oferecendo a população atividades e atrações que dignifiquem as artes, os artistas e os estudantes.

Obrigado pelo apoio! (Arnaldo Vieira de Alencastre)"
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

A origem do Modernismo brasileiro, por chandra santos

"Abaporu": obra deu origem ao Movimento Antropofágico
Imagem: Tarsila do Amaral
As ideias surrealistas vieram para o Brasil na década de 1930 e foram absorvidas pelo movimento Modernista. A pintora Tarsila do Amaral e o escritor Ismael Nery foram os mais influenciados. Além deles, a escultora Maria Martins, o pintor pernambucano Cícero Dias, o poeta Murilo Mendes e os escritores Aníbal Machado e Mário Pedrosa também acrescentaram elementos surreais em suas obras.
A Semana de 22 foi o ápice do movimento Modernista no Brasil. Mário de Andrade, Oswald de Andrade, Víctor Brecheret, Plínio Salgado, Anita Malfatti, Menotti Del Pichia, Guilherme de Almeida, Sérgio Milliet, Heitor Villa-Lobos e Tarsila do Amaral são algumas das personalidades que estiveram presentes no evento ocorrido nos dias 13, 15 e 17 de fevereiro no Teatro Municipal de São Paulo. Considerada um marco na arte brasileira, por propor a ruptura com o passado, a Semana de 22 revolucionou a Literatura, a música, a pin…

"A Aventura Surrealista", por chandra santos

Já está à venda o livro "A Aventura Surrealista" , do ensaísta e artista plástico Sergio Lima. A obra conta a história e a influência do surrealismo na arte moderna brasileira, entre 1901 e 1920.
Quem se interessou pelo tema, pode adquirir a publicação anterior, de 1995, que aborda as vertentes formadoras do movimento surrealista. O artista pretende lançar mais duas obras: uma sobre os anos 1921-30 e outra com antologia do surrealismo no Brasil.

Imagem: Reprodução de Internet




Feliz Dia do Amigo

O Sete Artes deseja a todos um Feliz Dia do Amigo!!!!






 (Clique para ampliar)
Saiba a origem da data aqui.

Siga @chandrasantos no Twitter e retuíte frases de amizade para os seus amigos!
Imagem: Autoria Desconhecida





Curiosidades

O que são Belas Artes?
por chandra santos
Definir arte é uma tarefa complexa, que varia de acordo com as transformações culturais e o contexto histórico. Segundo o filósofo Charles S. Peirce, fundador da Semiótica, a principal função das artes é expressar os estados de consciência humana. Partindo dessa definição, terapeutas e psicólogos passaram a usá-las como parte de tratamentos. A psiquiatra brasileira Nise da Silveira fundou o "Museu de Imagens do Inconsciente" com obras feitas por seus pacientes durante a terapia ocupacional.

São consideradas Belas Artes: Arquitetura; Pintura; Escultura; Música; Literatura; Teatro e Dança; e Cinema. A divisão e o termo foram criados pelas academias de arte europeias, no século XVII, com o objetivo de separar as artes em duas classificações. Segundo artigo publicado na Wikipédia, eram consideradas, até o século XIX, como artes "superiores" as Belas Artes e como artes "inferiores' as Artes Aplicadas.

"As belas arte…

Programação/ Artes Visuais (SP)

Exposição PARAISO na Galeria André

Entre os dias 16/08 e 11/09, a Galeria André recebe a mostra PARAISO, inciando um novo ciclo do centro cultural. Participam da mostra André Crespo, Clarice Gonçalves, Eduardo Kobra, João César de Melo, Luiza Ritter, Marco Stellato, Paulo Queiróz, Rafael Resaffi e Rodrigo Cunha. A mostra tem curadoria de Sônia Skroski.
De acordo com release recebido pelo Sete Artes: "Artistas novos foram procurados com empenho, indicações, visitas aos ateliers, análise de obras, um verdadeiro garimpo. E desta procura foram selecionados 9 artistas que farão parte da exposição PARAISO. O tema abrange além do que nossa imaginação pode chegar. Os artistas vão expor obras inéditas, criadas especialmente para a mostra. A escolha dos artistas demonstra jovialidade das obras e dos artistas. O tema foi escolhido para proporcionar aos artistas uma performance peculiar e densa dentro do universo de cada um."
Conheça: texto: Assessoria de Imprensa da Galeria André
André Cresp…