Pular para o conteúdo principal

Chega ao mercado o primeiro longa brasileiro para web


No próximo dia 8 de abril será lançado oficialmente o primeiro longa metragem brasileiro produzido exclusivamente para distribuição web e licenciado via Creative Commons: Eu te amo Renato. 

O filme também marca a estreia do cineasta Fabiano Cafure como diretor do longa metragem, com co-produção do Instituto Kreatori. O longa trata da liberdade e amor na década de 90 e se passa na histórica cidade de Valença / RJ, região do Vale do Café. O ano é 1996; ano que marca o fim da famosa “geração coca-cola”, a morte da máquina de escrever e das cartas escritas à mão. Beto, Adriana e André embarcam em uma jornada de descoberta, música e desejo; até que suas vidas e de toda uma geração é mudada para sempre! 

Uma homenagem do cineasta ao cantor e compositor Renato Russo, “Eu te amo Renato” é um projeto para exibição gratuita na web e integrado às redes sociais (https://www.facebook.com/euteamorenato) que compartilha desde Janeiro / 2012 todo o processo de produção do filme; iniciado pela captação via crowndfunding, fotografias dos ensaios, relatos dos envolvidos, making of, filmagem e notícias sobre o filme. 

Em sua distribuição, o filme abre discussão sobre uma nova forma de entender e fazer cinema, e sobre as novas políticas públicas voltadas para o acesso à cultura na web através do uso das licenças Creative Commons. 


No dia 11 de abril , às 22 horas, será a vez da avant première da “ficção” na web, no recém lançado canal “O Cubo” www.canalocubo.com - a primeira plataforma de webtv para distribuição da produção cultural audiovisual brasileira independente - de vídeos – com licença aberta, gratuita e livre. O trailler oficial pode ser encontrado em http://vimeo.com/55312914 

O canal web - idealizado e produzido pelo Instituto Cultural Kreatori -, contemplado com patrocínio do edital Pró Artes Visuais (Prefeitura / RJ) e com apoio institucional da FGV, funciona como um catalizador que permite alcançar, simultaneamente, o equilíbrio entre as três “pontas da cadeia – o produtor, o investidor e o público consumidor. Trata-se de um processo em que todos são beneficiados; o primeiro grupo tem seu trabalho distribuído; o segundo toma conhecimento de diversas obras que estavam arquivadas; e o público tem acesso gratuito à produção nacional de grande qualidade", explica Fabiano Cafure, curador do canal. 

Em meio à polêmica questão dos direitos autorais, O Cubo propõe uma solução democrática para assegurar que os vídeos produzidos sejam assistidos gratuitamente. Para tal o Kreatori, produtora responsável pelo canal O Cubo, estabeleceu como única exigência, para evitar a pirataria, que as produções sejam licenciadas pelo Creative Commons www.creativecommons.org.br uma nova forma de direito autoral, uma licença pública aberta, onde é permitido usar, assistir, ouvir, copiar, fazer download dos vídeos. 

Entre os 150 vídeos recebidos de diversas partes do país no primeiro edital de seleção, o canal - dividido em cinco categorias - Entretenimento (clipes musicais-programas de entrevista e webséries), Ficção (longas e curtas), Animação, Doc, Vídeo arte+fotografia – selecionou apenas 35 produções - que estão sendo distribuídas e exibidas gratuitamente na internet desde o final de março, sempre às segundas e quintas à noite. 

Nos primeiros meses de existência, em paralelo a grade de programação, o canal se propõe a produzir uma linha educativa de vídeos que estimulará produtores independentes a produzir de forma independente e com baixo custo. 

Serviço: 

Instituto Cervantes: Rua Visconde de Ouro Preto, 62 - Botafogo / Rio de Janeiro. "Eu te amo Renato" em exibição de 8 a 11 de abril , às 19h, e online no dia 11/4, às 22h. 

O Cubo. 

Twitter: @canalocubo 


ficha técnica “eu te amo renato”
elenco principal: ingrid conte | felippe vaz | vinicius moulin
direção: fabiano cafure
produção executiva e mídias sociais: thiago fraga
co-produção: instituto kreatori
ideia original: fabiano cafure
roteiro original: fabiano cafure | diana hime
consultoria de roteiro: maria eugênia freitas  
direção de fotografia: márcio thees 
atores convidados: dadá maia | leandro develly
ator mirim: eduardo lima badaue
elenco: flavia arruda | raquel mattos | fabiano cafure | tracy rato | patrick orlando | celso badaue | marina gianott
participação especial: irene alonso | david manzano
filmagem: márcio thees | fabiano cafure
figurino: tracy rato
produção: fabíola cerbella
som: val becker | leandro develly | fabiola cerbella
assistentes de produção: flavia arruda | patrick orlando | andré vaz | leandro develly | tracy rato | raquel mattos


Texto: Divulgação/Assessoria de Imprensa
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

A origem do Modernismo brasileiro, por chandra santos

"Abaporu": obra deu origem ao Movimento Antropofágico
Imagem: Tarsila do Amaral
As ideias surrealistas vieram para o Brasil na década de 1930 e foram absorvidas pelo movimento Modernista. A pintora Tarsila do Amaral e o escritor Ismael Nery foram os mais influenciados. Além deles, a escultora Maria Martins, o pintor pernambucano Cícero Dias, o poeta Murilo Mendes e os escritores Aníbal Machado e Mário Pedrosa também acrescentaram elementos surreais em suas obras.
A Semana de 22 foi o ápice do movimento Modernista no Brasil. Mário de Andrade, Oswald de Andrade, Víctor Brecheret, Plínio Salgado, Anita Malfatti, Menotti Del Pichia, Guilherme de Almeida, Sérgio Milliet, Heitor Villa-Lobos e Tarsila do Amaral são algumas das personalidades que estiveram presentes no evento ocorrido nos dias 13, 15 e 17 de fevereiro no Teatro Municipal de São Paulo. Considerada um marco na arte brasileira, por propor a ruptura com o passado, a Semana de 22 revolucionou a Literatura, a música, a pin…

"A Aventura Surrealista", por chandra santos

Já está à venda o livro "A Aventura Surrealista" , do ensaísta e artista plástico Sergio Lima. A obra conta a história e a influência do surrealismo na arte moderna brasileira, entre 1901 e 1920.
Quem se interessou pelo tema, pode adquirir a publicação anterior, de 1995, que aborda as vertentes formadoras do movimento surrealista. O artista pretende lançar mais duas obras: uma sobre os anos 1921-30 e outra com antologia do surrealismo no Brasil.

Imagem: Reprodução de Internet




Feliz Dia do Amigo

O Sete Artes deseja a todos um Feliz Dia do Amigo!!!!






 (Clique para ampliar)
Saiba a origem da data aqui.

Siga @chandrasantos no Twitter e retuíte frases de amizade para os seus amigos!
Imagem: Autoria Desconhecida





Curiosidades

O que são Belas Artes?
por chandra santos
Definir arte é uma tarefa complexa, que varia de acordo com as transformações culturais e o contexto histórico. Segundo o filósofo Charles S. Peirce, fundador da Semiótica, a principal função das artes é expressar os estados de consciência humana. Partindo dessa definição, terapeutas e psicólogos passaram a usá-las como parte de tratamentos. A psiquiatra brasileira Nise da Silveira fundou o "Museu de Imagens do Inconsciente" com obras feitas por seus pacientes durante a terapia ocupacional.

São consideradas Belas Artes: Arquitetura; Pintura; Escultura; Música; Literatura; Teatro e Dança; e Cinema. A divisão e o termo foram criados pelas academias de arte europeias, no século XVII, com o objetivo de separar as artes em duas classificações. Segundo artigo publicado na Wikipédia, eram consideradas, até o século XIX, como artes "superiores" as Belas Artes e como artes "inferiores' as Artes Aplicadas.

"As belas arte…

Programação/ Artes Visuais (SP)

Exposição PARAISO na Galeria André

Entre os dias 16/08 e 11/09, a Galeria André recebe a mostra PARAISO, inciando um novo ciclo do centro cultural. Participam da mostra André Crespo, Clarice Gonçalves, Eduardo Kobra, João César de Melo, Luiza Ritter, Marco Stellato, Paulo Queiróz, Rafael Resaffi e Rodrigo Cunha. A mostra tem curadoria de Sônia Skroski.
De acordo com release recebido pelo Sete Artes: "Artistas novos foram procurados com empenho, indicações, visitas aos ateliers, análise de obras, um verdadeiro garimpo. E desta procura foram selecionados 9 artistas que farão parte da exposição PARAISO. O tema abrange além do que nossa imaginação pode chegar. Os artistas vão expor obras inéditas, criadas especialmente para a mostra. A escolha dos artistas demonstra jovialidade das obras e dos artistas. O tema foi escolhido para proporcionar aos artistas uma performance peculiar e densa dentro do universo de cada um."
Conheça: texto: Assessoria de Imprensa da Galeria André
André Cresp…