Pular para o conteúdo principal

Por dentro do Museu Imperial: Biblioteca infantil do Museu Imperial terá programação educativa em novembro

Em novembro, a Biblioteca Infantil Rocambole (Museu Imperial/Ibram) dá continuidade à sua programação educativa. Ao longo do mês, serão oferecidas contações de história, oficinas criativas, exibições de vídeo e oficina de sensibilização musical. A programação é destinada a escolas previamente agendadas.

As atividades terão início no dia 07 de novembro, às 14h30, com contação do livro “Seu Soninho, cadê você?”, de Virginie Guérin, seguida de oficina criativa. Neste livro-brinquedo, as crianças matam a curiosidade e interagem com a história enquanto procuram pelo Seu Soninho com o jacaré Jacó, abrindo janelas nas páginas, puxando setas e encontrando dobraduras que saltam da folha. Ao mesmo tempo, elas têm espaço para refletir e falar sobre o momento do sono e da por vezes problemática hora de dormir.


O livro “Vai embora, grande monstro verde!” será trabalhado nos dias 12 e 13, às 14h30. Na obra, o premiado artista-autor Ed Emberley criou uma maneira original de fazer com que as crianças espantem seus monstros noturnos da imaginação. Após a leitura, as crianças poderão explorar o acervo de livros, jogos e fantoches da Biblioteca Rocambole.

No dia 14, às 14h30, haverá “hora do conto” e sensibilização musical a partir do livro “Carlos Gomes” (Coleção Crianças Famosas), de Nereide Santa Rosa. Os livros da coleção Crianças Famosas contam episódios da infância dos maiores músicos, pintores e escritores da História Universal, mostrando sua genialidade precocemente revelada e apresentando-os ao público infantil do jeito que este mesmo público mais gosta: como crianças iguais a ele.
                                 
O desenho animado “A Festa da Música” (Coleção Mini Einsteins) será exibido nos dias 19 e 20, às 14h30. Inspirado em divertidos contos de fadas, o filme apresenta a nave Rocket, que transporta as crianças por um maravilhoso arco-íris em aventuras fantásticas. Na sequência da exibição, os alunos terão acesso livre ao acervo da Biblioteca Rocambole para uma rica experiência junto a livros e jogos.

Em 21 de novembro, às 14h30, a “hora do conto” será com a obra “O Livro de Música das Crianças”, de Fiona Watt. O livro fala sobre um concerto na floresta, em que cada animal irá tocar um instrumento. Eles passam o dia todo ensaiando para juntos fazerem uma grande orquestra. O pequeno leitor poderá ouvir no próprio livro o som dos instrumentos musicais tocados pelos bichos: violino, flauta, metalofone e piano. É uma maneira lúdica de despertar o interesse pelos instrumentos musicais clássicos. Após a leitura, haverá oficina criativa.

O livro “Uma lagarta muito comilona!”, de Eric Carle, será explorado nos dias 26 e 27, às 14h30. A obra conta a história de uma lagarta gulosa que come de tudo, até as páginas do livro. Em um livro colorido, o autor mostra a semana da lagarta. Por meio de repetições, o livro pretende ajudar a criança a memorizar os dias da semana e os números. Após a contação de história, as crianças conhecerão o acervo da biblioteca.

A última atividade acontecerá no dia 28, às 14h30, com contação de história e oficina baseada no livro “Por que o Leopardo tem pintas?”, de Claudia Lloyd. A obra narra a história de como o Leopardo, que era tímido e com o pelo chapado, ganha suas pintas de maneira mágica ao ajudar a Serpente.

Todas as atividades são gratuitas e destinadas a grupos escolares previamente agendados junto ao setor de Educação do Museu Imperial. Os agendamentos podem ser feitos através do telefone (24) 2233-0345, de segunda a sexta-feira, das 9h às 12h e das 12h30 às 17h30.

A Biblioteca Rocambole funciona de terça a sexta-feira, das 9h às 12h, para leitura espontânea, consultas e empréstimos. Na parte da tarde, o espaço abre para as atividades escolares agendadas. Seu acervo é composto por cerca de 600 títulos, entre livros, revistas, gibis, dicionários, atlas, DVDs e jogos.

A programação mensal de atividades da Biblioteca Rocambole e outras informações relativas ao seu funcionamento e acervo podem ser acessadas no Blog da Biblioteca: http://bibliotecarocambole.blogspot.com.

SERVIÇOS

Biblioteca Rocambole
Funcionamento: terça a sexta-feira, das 9h às 12h (consultas e empréstimos) e das 14h às 17h (atividades com grupos escolares agendados)
Local: Museu Imperial
Informações: (24) 2233-0332 / (24) 2233-0312
Agendamento para grupos escolares: (24) 2233-0345 (setor de Educação)
Mais informações e programação: http://bibliotecarocambole.blogspot.com

Museu Imperial/Ibram/MinC
Endereço: Rua da Imperatriz, 220 – Centro – Petrópolis, RJ
Telefones: (24) 2233-0300 / (24) 2233-0360

Texto: Divulgação - Assessoria de Imprensa

Cursos Online na Área de Informática
Cursos Online 24 Horas




Saiba mais sobre Chandra Santos: http://bit.ly/1bifsNS 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

A origem do Modernismo brasileiro, por chandra santos

"Abaporu": obra deu origem ao Movimento Antropofágico
Imagem: Tarsila do Amaral
As ideias surrealistas vieram para o Brasil na década de 1930 e foram absorvidas pelo movimento Modernista. A pintora Tarsila do Amaral e o escritor Ismael Nery foram os mais influenciados. Além deles, a escultora Maria Martins, o pintor pernambucano Cícero Dias, o poeta Murilo Mendes e os escritores Aníbal Machado e Mário Pedrosa também acrescentaram elementos surreais em suas obras.
A Semana de 22 foi o ápice do movimento Modernista no Brasil. Mário de Andrade, Oswald de Andrade, Víctor Brecheret, Plínio Salgado, Anita Malfatti, Menotti Del Pichia, Guilherme de Almeida, Sérgio Milliet, Heitor Villa-Lobos e Tarsila do Amaral são algumas das personalidades que estiveram presentes no evento ocorrido nos dias 13, 15 e 17 de fevereiro no Teatro Municipal de São Paulo. Considerada um marco na arte brasileira, por propor a ruptura com o passado, a Semana de 22 revolucionou a Literatura, a música, a pin…

"A Aventura Surrealista", por chandra santos

Já está à venda o livro "A Aventura Surrealista" , do ensaísta e artista plástico Sergio Lima. A obra conta a história e a influência do surrealismo na arte moderna brasileira, entre 1901 e 1920.
Quem se interessou pelo tema, pode adquirir a publicação anterior, de 1995, que aborda as vertentes formadoras do movimento surrealista. O artista pretende lançar mais duas obras: uma sobre os anos 1921-30 e outra com antologia do surrealismo no Brasil.

Imagem: Reprodução de Internet




Feliz Dia do Amigo

O Sete Artes deseja a todos um Feliz Dia do Amigo!!!!






 (Clique para ampliar)
Saiba a origem da data aqui.

Siga @chandrasantos no Twitter e retuíte frases de amizade para os seus amigos!
Imagem: Autoria Desconhecida





Curiosidades

O que são Belas Artes?
por chandra santos
Definir arte é uma tarefa complexa, que varia de acordo com as transformações culturais e o contexto histórico. Segundo o filósofo Charles S. Peirce, fundador da Semiótica, a principal função das artes é expressar os estados de consciência humana. Partindo dessa definição, terapeutas e psicólogos passaram a usá-las como parte de tratamentos. A psiquiatra brasileira Nise da Silveira fundou o "Museu de Imagens do Inconsciente" com obras feitas por seus pacientes durante a terapia ocupacional.

São consideradas Belas Artes: Arquitetura; Pintura; Escultura; Música; Literatura; Teatro e Dança; e Cinema. A divisão e o termo foram criados pelas academias de arte europeias, no século XVII, com o objetivo de separar as artes em duas classificações. Segundo artigo publicado na Wikipédia, eram consideradas, até o século XIX, como artes "superiores" as Belas Artes e como artes "inferiores' as Artes Aplicadas.

"As belas arte…

Programação/ Artes Visuais (SP)

Exposição PARAISO na Galeria André

Entre os dias 16/08 e 11/09, a Galeria André recebe a mostra PARAISO, inciando um novo ciclo do centro cultural. Participam da mostra André Crespo, Clarice Gonçalves, Eduardo Kobra, João César de Melo, Luiza Ritter, Marco Stellato, Paulo Queiróz, Rafael Resaffi e Rodrigo Cunha. A mostra tem curadoria de Sônia Skroski.
De acordo com release recebido pelo Sete Artes: "Artistas novos foram procurados com empenho, indicações, visitas aos ateliers, análise de obras, um verdadeiro garimpo. E desta procura foram selecionados 9 artistas que farão parte da exposição PARAISO. O tema abrange além do que nossa imaginação pode chegar. Os artistas vão expor obras inéditas, criadas especialmente para a mostra. A escolha dos artistas demonstra jovialidade das obras e dos artistas. O tema foi escolhido para proporcionar aos artistas uma performance peculiar e densa dentro do universo de cada um."
Conheça: texto: Assessoria de Imprensa da Galeria André
André Cresp…