Pular para o conteúdo principal

Hereros na Galeria Scenarium

A nova Galeria Scenarium, na Rua do Lavradio, está com duas exposições em cartaz até o dia 20 de dezembro: Hereros’, com 83 fotografias de Sérgio Guerra sobre um dos mais antigos grupos étnicos africanos, e ‘Casa Brasileira’, com ambientações de acordo com épocas e estilos que decoravam as residências brasileiras – principalmente Art Nouveau, Art Déco e design dos anos 50, 60 e 70. Aberta em outubro, a Galeria Scenarium  ocupa dois casarões do século XIX, que foram totalmente recuperados e restaurados de acordo com as normas do Corredor Cultural do Centro do Rio de Janeiro. A entrada é gratuita.


Galeria Scenarium
Hereros – Pastores Ancestrales de Angola” e ‘Casa Brasileira’
Rua do Lavradio, 13 - Centro Antigo, próximo à Praça Tiradentes - Rio de Janeiro
Telefone: 3147-9017
Funcionamento: de terça a sábado, das 12h às 20h.
Até 20 de dezembro.
Grátis.

‘Hereros’
A nova casa do Centro Antigo traz de volta ao Rio a exposição “Hereros – Pastores Ancestrales de Angola”, que revela, em 83 fotografias de Sérgio Guerra, o cotidiano do mais antigo grupo étnico africano, os Hereros. Com curadoria de Emanoel Araujo, a bem-sucedida mostra já foi conferida por mais de 200 mil pessoas no Brasil, em 2012, e no exterior. Outra atração será um vídeo com o ‘making of’ do trabalho do fotógrafo. A exposição permanecerá na Galeria Scenarium até o dia 20 de dezembro, com entrada gratuita. As fotografias estarão à venda no local.
Um dos destaques da mostra na Galeria Scenarium é uma peça de arte africana que pertencia à coleção particular da Galeria Objets Interdits, em Paris, da marchand Vilma Laroche. Recém-adquirida para o acervo do Grupo Scenarium, a cabeça de Ifê é uma peça de bronze que representa Óoni, o rei de Ifê, cidade no sudoeste da Nigéria. A cabeça é uma réplica da coleção de 13 esculturas expostas no British Museum, em Londres, datadas do século XIII e encontradas nos anos 60, em Ifê, cidade no Sudoeste da Nigéria.
A cidade de Ifê é considerada sagrada pelo povo Ioruba por ser o berço lendário da humanidade, devido a sua mítica fundação por Ogum, filho do deus Odudua. Acredita-se que foi a capital de um reino bem estabelecido, por volta do século 11, que utilizou a arte em bronze imortalizada nas 13 esculturas que se encontram no British Museum. O bronze de Ifé parte de um estilo de modelação como a Terracota.

‘Casa Brasileira’
A Exposição Casa Brasileira apresenta vários ambientes de época, decorados com móveis e objetos que compõem o acervo histórico do Rio Scenarium, com a parceria da Movelaria Belmonte (Rua do Lavradio, 34) e do La Botica da Jane (Rua Pereira Barreto, 71, Tijuca), além de peças do Scenarium Antique (Rua do Lavradio, 28). A seleção conta com a curadoria da museóloga e especialista em cultura e história brasileira, Eloisa Ramos Souza, ligada ao Museu da Vida, da Fundação Oswaldo Cruz, e ambientações de Elma Cola, decoradora que atua no mercado há mais de  25 anos, sócia e responsável pela decoração do  Rio Scenarium e outras casas do grupo.
No espaço, foram montadas ambientações de acordo com épocas e estilos que decoravam as residências brasileiras – principalmente Art Nouveau, Art Déco e design dos anos 50, 60 e 70. Pela primeira vez, está exposto parte do acervo que pertenceu à família Guinle, adquirido pelo Rio Scenarium em 2002, e que vem sendo cuidadosamente recuperado pelos restauradores do Instituto Rio Scenarium (Rua dos Inválidos, nº30), sob a coordenação do restaurador Raimundo Nonato.  Este acervo, composto por mais de 50 peças em madeira entalhada de guirlandas, flores e pássaros, foram utilizados como revestimento de parede em um dos palacetes da família Guinle, já demolido. Chamado de “boiserie”, este é um revestimento francês típico do sec. XVIII, ou seja, são painéis de madeira, adornados por molduras e ornatos. Os painéis entalhados são decorados em policromia, com douramentos em folha de ouro, e fazem conjunto com inúmeros quadros pintados em óleo sobre madeira, representando ninfas e elementos art noveau. 

Texto: Assessoria de Imprensa


Cursos Online na Área de Informática
Cursos Online 24 Horas




Saiba mais sobre Chandra Santos: http://bit.ly/1bifsNS 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

A origem do Modernismo brasileiro, por chandra santos

"Abaporu": obra deu origem ao Movimento Antropofágico
Imagem: Tarsila do Amaral
As ideias surrealistas vieram para o Brasil na década de 1930 e foram absorvidas pelo movimento Modernista. A pintora Tarsila do Amaral e o escritor Ismael Nery foram os mais influenciados. Além deles, a escultora Maria Martins, o pintor pernambucano Cícero Dias, o poeta Murilo Mendes e os escritores Aníbal Machado e Mário Pedrosa também acrescentaram elementos surreais em suas obras.
A Semana de 22 foi o ápice do movimento Modernista no Brasil. Mário de Andrade, Oswald de Andrade, Víctor Brecheret, Plínio Salgado, Anita Malfatti, Menotti Del Pichia, Guilherme de Almeida, Sérgio Milliet, Heitor Villa-Lobos e Tarsila do Amaral são algumas das personalidades que estiveram presentes no evento ocorrido nos dias 13, 15 e 17 de fevereiro no Teatro Municipal de São Paulo. Considerada um marco na arte brasileira, por propor a ruptura com o passado, a Semana de 22 revolucionou a Literatura, a música, a pin…

"A Aventura Surrealista", por chandra santos

Já está à venda o livro "A Aventura Surrealista" , do ensaísta e artista plástico Sergio Lima. A obra conta a história e a influência do surrealismo na arte moderna brasileira, entre 1901 e 1920.
Quem se interessou pelo tema, pode adquirir a publicação anterior, de 1995, que aborda as vertentes formadoras do movimento surrealista. O artista pretende lançar mais duas obras: uma sobre os anos 1921-30 e outra com antologia do surrealismo no Brasil.

Imagem: Reprodução de Internet




Feliz Dia do Amigo

O Sete Artes deseja a todos um Feliz Dia do Amigo!!!!






 (Clique para ampliar)
Saiba a origem da data aqui.

Siga @chandrasantos no Twitter e retuíte frases de amizade para os seus amigos!
Imagem: Autoria Desconhecida





Curiosidades

O que são Belas Artes?
por chandra santos
Definir arte é uma tarefa complexa, que varia de acordo com as transformações culturais e o contexto histórico. Segundo o filósofo Charles S. Peirce, fundador da Semiótica, a principal função das artes é expressar os estados de consciência humana. Partindo dessa definição, terapeutas e psicólogos passaram a usá-las como parte de tratamentos. A psiquiatra brasileira Nise da Silveira fundou o "Museu de Imagens do Inconsciente" com obras feitas por seus pacientes durante a terapia ocupacional.

São consideradas Belas Artes: Arquitetura; Pintura; Escultura; Música; Literatura; Teatro e Dança; e Cinema. A divisão e o termo foram criados pelas academias de arte europeias, no século XVII, com o objetivo de separar as artes em duas classificações. Segundo artigo publicado na Wikipédia, eram consideradas, até o século XIX, como artes "superiores" as Belas Artes e como artes "inferiores' as Artes Aplicadas.

"As belas arte…

Programação/ Artes Visuais (SP)

Exposição PARAISO na Galeria André

Entre os dias 16/08 e 11/09, a Galeria André recebe a mostra PARAISO, inciando um novo ciclo do centro cultural. Participam da mostra André Crespo, Clarice Gonçalves, Eduardo Kobra, João César de Melo, Luiza Ritter, Marco Stellato, Paulo Queiróz, Rafael Resaffi e Rodrigo Cunha. A mostra tem curadoria de Sônia Skroski.
De acordo com release recebido pelo Sete Artes: "Artistas novos foram procurados com empenho, indicações, visitas aos ateliers, análise de obras, um verdadeiro garimpo. E desta procura foram selecionados 9 artistas que farão parte da exposição PARAISO. O tema abrange além do que nossa imaginação pode chegar. Os artistas vão expor obras inéditas, criadas especialmente para a mostra. A escolha dos artistas demonstra jovialidade das obras e dos artistas. O tema foi escolhido para proporcionar aos artistas uma performance peculiar e densa dentro do universo de cada um."
Conheça: texto: Assessoria de Imprensa da Galeria André
André Cresp…