Pular para o conteúdo principal

Galeria Lourdina Jean Rabieh começa o ano com cinco novos artistaslou

A exposição estará aberta ao público de 15 de fevereiro a 15 de março. Conheça os artistas:


Clarisse Tarran
Clarisse Tarran, de Brasília, é artista multimídia e programadora visual, fundadora da extinta galeria Durex Arte Contemporânea, foi assistente de direção da EAV, Escola de Artes Visuais do Rio de Janeiro, participou e participa de coletivos de artes visuais e arte/política.
Formação: Comunicação Visual - PUC, RJ. Linguagem, Edição e Fotografia de Cinema - Academia Internacional de Cinema, RJ. Cursos na EAV (Escola de Artes Visuais) João Magalhães pintura - RJ e ateliês de Nelson Leirner, Charles Watson, entre outros.


Eduardo Frota
Nasceu em Fortaleza em 1959, onde trabalha e reside. Morou no Rio de Janeiro de 1978 a 1998, e nessa cidade foi professor da Escolinha de Arte do Brasil. Formou-se em Licenciatura Plena das Faculdades Bennet, frequentou a Escola de Artes Visuais do Parque Lage de 1979 a 1982, foi monitor do departamento de cursos do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, onde estudou com os professores Gastão Manuel Henrique, Aluisio Carvão, Ronaldo Brito, entre outros. Nos anos 90, em São Paulo, participou do workshop ministrado pelo artista Amilcar de Castro.


Gil Vicente
Nasceu em 1958 no Recife, onde trabalha e reside. Entre 1972 e 1981 estudou na Escolinha de Arte do Recife e nos cursos livres da UFPE e da Escola de Belas-Artes de Paris.
Em 1975 recebeu o 1º Prêmio do Salão dos Novos, no Museu de Arte Contemporânea de Pernambuco e, em 1981, o Prêmio MEC/FUNARTE do Salão de Arte de Pernambuco.
Realizou mostras individuais no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, no MAM da Bahia, no MAC de Porto Alegre e no MAMAM do Recife (1990 – 2000). Desde 2005 expõe a série “Inimigos” em Recife, Natal, Porto Alegre e São Paulo.
Participou da III Bienal do MERCOSUL, em 2001 e da 25º Bienal de São Paulo, em 2002. Integrou o Panorama da Arte Brasileira (em São Paulo e Madri) e participou da 29º Bienal de São Paulo, em 2010. Fez parte das exposições Blue Connection e Fragile Helden, em Frankfurt, em 2011.


Renato Valle
Nasceu no Recife em 1958, onde trabalha e reside. Estudou desenho com Francisco Neves (1978), Chalita (1979) e desenho e pintura com Fernando Lúcio (1980). Participou do curso Arte, Cultura e Sociedade na Fundação Joaquim Nabuco (1983). Estudou xilogravura e gravura em metal com José de Barros na UFPE (1990 – 1991).
Com Flávio Gadelha, Laura Buarque e Andrea Moreira fundou o jornal mensal Edição de Arte (1988 – 1990). Foi eleito diretor técnico da Oficina Guaianases de Gravura (1993 – 1995). Desenvolveu o Projeto Dumaresq de Gravura e ministrou curso de desenho nos 7º e 8º Festival de Inverno de Garanhuns (1997 – 1998). Participou dos cursos de História da Arte Universal e História da Arte Brasileira na Fundação Joaquim Nabuco em Recife (1999). Realizou o projeto Grades de Caminhões, apoiado pelo Sistema de Incentivo à Cultura do Recife (2002). Participou no projeto Faço Arte no Museu do Movimento Pró-Criança e recebeu o Prêmio de Bolsa de Pesquisa e Criação no 45º Salão de Artes Plásticas de Pernambuco (2003).



Ronaldo Grossman
Ronaldo Grossman nasceu no Rio de Janeiro em 1972. Em 1988 iniciou os estudos na Escola de Artes Visuais do Parque Lage. Em 1991 se mudou para Portugal, onde estudou na Escola Superior de Belas Artes e também na Escola Arco. Realizou várias exposições individuais e, em 2003, voltou para o Rio de Janeiro e, em 2005, fundou a Galeria Novembro Arte Contemporânea. Foi diretor da galeria até 2009 e a partir dai se dedicou integralmente a sua produção artística



Sobre a Galeria Lourdina Jean Rabieh
Há mais de 25 anos no mercado de arte, Lourdina Jean Rabieh dedica-se desde 2010 exclusivamente à arte contemporânea, com o propósito de promover e difundir a obra de artistas nacionais e estrangeiros, emergentes e consagrados. Sua aposta está na combinação de qualidade com propostas arrojadas, que ilustram a diversidade da prática artística contemporânea.

Serviço:
Data: 15 de fevereiro a 15 de março de 2014.
Dias e horários de funcionamento: Segunda à sexta das 10h às 19h; Sábados das 11h às 17h.
Abertura: sábado, 15 de fevereiro de 2014, das 16h às 21h.
Endereço: Alameda Gabriel Monteiro da Silva, 147.
Contato: (11) 3062-7173 www.lourdinajeanrabieh.com.br


Texto: Assessoria de Imprensa


Saiba mais sobre Chandra Santos: http://bit.ly/1bifsNS 

Visite a minha lojinha virtual




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens mais visitadas deste blog

A origem do Modernismo brasileiro, por chandra santos

"Abaporu": obra deu origem ao Movimento Antropofágico
Imagem: Tarsila do Amaral
As ideias surrealistas vieram para o Brasil na década de 1930 e foram absorvidas pelo movimento Modernista. A pintora Tarsila do Amaral e o escritor Ismael Nery foram os mais influenciados. Além deles, a escultora Maria Martins, o pintor pernambucano Cícero Dias, o poeta Murilo Mendes e os escritores Aníbal Machado e Mário Pedrosa também acrescentaram elementos surreais em suas obras.
A Semana de 22 foi o ápice do movimento Modernista no Brasil. Mário de Andrade, Oswald de Andrade, Víctor Brecheret, Plínio Salgado, Anita Malfatti, Menotti Del Pichia, Guilherme de Almeida, Sérgio Milliet, Heitor Villa-Lobos e Tarsila do Amaral são algumas das personalidades que estiveram presentes no evento ocorrido nos dias 13, 15 e 17 de fevereiro no Teatro Municipal de São Paulo. Considerada um marco na arte brasileira, por propor a ruptura com o passado, a Semana de 22 revolucionou a Literatura, a música, a pin…

"A Aventura Surrealista", por chandra santos

Já está à venda o livro "A Aventura Surrealista" , do ensaísta e artista plástico Sergio Lima. A obra conta a história e a influência do surrealismo na arte moderna brasileira, entre 1901 e 1920.
Quem se interessou pelo tema, pode adquirir a publicação anterior, de 1995, que aborda as vertentes formadoras do movimento surrealista. O artista pretende lançar mais duas obras: uma sobre os anos 1921-30 e outra com antologia do surrealismo no Brasil.

Imagem: Reprodução de Internet




Feliz Dia do Amigo

O Sete Artes deseja a todos um Feliz Dia do Amigo!!!!






 (Clique para ampliar)
Saiba a origem da data aqui.

Siga @chandrasantos no Twitter e retuíte frases de amizade para os seus amigos!
Imagem: Autoria Desconhecida





Curiosidades

O que são Belas Artes?
por chandra santos
Definir arte é uma tarefa complexa, que varia de acordo com as transformações culturais e o contexto histórico. Segundo o filósofo Charles S. Peirce, fundador da Semiótica, a principal função das artes é expressar os estados de consciência humana. Partindo dessa definição, terapeutas e psicólogos passaram a usá-las como parte de tratamentos. A psiquiatra brasileira Nise da Silveira fundou o "Museu de Imagens do Inconsciente" com obras feitas por seus pacientes durante a terapia ocupacional.

São consideradas Belas Artes: Arquitetura; Pintura; Escultura; Música; Literatura; Teatro e Dança; e Cinema. A divisão e o termo foram criados pelas academias de arte europeias, no século XVII, com o objetivo de separar as artes em duas classificações. Segundo artigo publicado na Wikipédia, eram consideradas, até o século XIX, como artes "superiores" as Belas Artes e como artes "inferiores' as Artes Aplicadas.

"As belas arte…

Programação/ Artes Visuais (SP)

Exposição PARAISO na Galeria André

Entre os dias 16/08 e 11/09, a Galeria André recebe a mostra PARAISO, inciando um novo ciclo do centro cultural. Participam da mostra André Crespo, Clarice Gonçalves, Eduardo Kobra, João César de Melo, Luiza Ritter, Marco Stellato, Paulo Queiróz, Rafael Resaffi e Rodrigo Cunha. A mostra tem curadoria de Sônia Skroski.
De acordo com release recebido pelo Sete Artes: "Artistas novos foram procurados com empenho, indicações, visitas aos ateliers, análise de obras, um verdadeiro garimpo. E desta procura foram selecionados 9 artistas que farão parte da exposição PARAISO. O tema abrange além do que nossa imaginação pode chegar. Os artistas vão expor obras inéditas, criadas especialmente para a mostra. A escolha dos artistas demonstra jovialidade das obras e dos artistas. O tema foi escolhido para proporcionar aos artistas uma performance peculiar e densa dentro do universo de cada um."
Conheça: texto: Assessoria de Imprensa da Galeria André
André Cresp…