Angélica Freitas e Viviane Laprovita discutem poesias feitas por mulheres no Rio de Janeiro

Durante todo o mês de outubro as poetas Viviane Laprovita e Angélica Freitas encontram-se semanalmente em unidades do Sesc no Rio de Janeiro (RJ) para discutir a literatura feita por mulheres. A entrada é gratuita e tem mediação de Yasmin Nigri.
As sessões com as poetas são chamadas de “Expressões”, para que haja um bate-papo sobre suas atuações literárias. Angélica Freitas é poeta e tradutora brasileira, reconhecida nacionalmente por temáticas como feminismo e cotidiano em suas poesias impactantes e profundas. Viviane Laprovita é fotografa, cineasta, artista visual, grafiteira, poeta e slammer, com trabalhos inspirados em cultura, resistência, protagonismo negro e liberdade do feminino.
 A pergunta que norteia o evento é: “Por quais caminhos a poesia, a resistência e o cotidiano se encontram?”. “A força das nossas vozes-mulheres ecoa, participar desse encontro é a ressonância disso. O que percebo é como mais do que uma atualização literária que mostra o que as mulheres têm produzido, o encontro é um espaço de troca e compartilhamento que reconhece a subjetividade de cada uma de nós e amplifica nossa resistência. Representatividade é urgente e poder colaborar com isso é um presente”, destacou Viviane Laprovita.

Sobre as poetas
ANGÉLICA FREITAS – Angélica Freitas nasceu em Pelotas (RS) em 1973. Publicou dois livros de poemas: Rilke Shake (coleção Ás de colete, 7 Letras e Cosac Naify, 2007) e Um útero é do tamanho de um punho (Cosac Naify, 2012, reeditado pela Companhia das Letras em 2017). O primeiro, publicado nos Estados Unidos pela editora Phoneme Media em 2016, com tradução de Hilary Kaplan, recebeu os prêmios Best Translated Book Award e National Translation Awards na categoria poesia. "Um útero é do tamanho de um punho" foi escolhido o melhor livro de poesia de 2012 pela Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA). Angélica participou de várias antologias no Brasil e no exterior, e teve poemas publicados em revistas como Poetry, Granta, Diário de Poesía e Modern Poetry in Translation. Seus livros também foram editados em Portugal, Espanha e Alemanha.
VIVIANE LAPROVITA - Arte e resistência, amor e luta. Viviane Laprovita tem 26 anos, é de São João de Meriti e atua como fotógrafa, cineasta, artista visual, grafiteira, poeta e Slammer. Seu trabalho é inspirado na cultura e resistência Afro-brasileira, no protagonismo negro, na cultura urbana e periférica e na liberdade do feminino. Como artista visual já teve seus trabalhos expostos na Galeria Rio Scenarium (RJ), na Exposição Vinyl Vandals (Nova York) e na galeria cavalo (Botafogo). Formada em Estudos de mídia e cursando mestrado em Cultura e territorialidades na UFF e graduação em Artes visuais na Escola de belas artes - UFRJ. Já foi publicada em dois livros: antologia de poetas da periferia Flup 2016 e 2017. Atualmente lançou sua Zine de poesia independente: Versos entre amor e luta e foi Campeã da 5ª edição do Slam das minas RJ e SP na Flip - Paraty.

YASMIN NIGRI (1990) é carioca, poeta e escritora convidada da Revista Caliban. Bacharel em filosofia pela UFF onde atualmente cursa o mestrado. Fundou e integra o coletivo feminista de artes e poesia Disk Musa.
Serviço Confira as datas, locais e horários dos encontros

SESC Tijuca - 04 de outubro (quarta-feira), às 15h.
SESC Niterói - 11 de outubro (quarta-feira), às 16h
SESC São Gonçalo- 18 de outubro (quarta-feira), às 19h.
SESC Madureira - 25 de outubro (quarta-feira), às 15h.
Classificação: Livre
Duração: 1h30

Fonte: Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é bem-vindo! ;)

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Todos os posts

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

TOP 10

Estudando para concurso? Compre sua apostila aqui!

assine nossa newsletter!

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *