Balzi – Os Anos de Barcelona no Instituto Cervantes de São Paulo

Juan Jose Balzi, pintor, ilustrador, desenhista e escritor argentino falecido em São Paulo em setembro passado, será homenageado pelo Instituto Cervantes através de uma mostra de parte de sua obra, reconhecida internacionalmente em mostras na Espanha, França, Alemanha, Itália, Estados Unidos, Cuba, Venezuela e Nicarágua. Esta nova exposição mostra seu período de 1967 a 1987, considerado pela crítica internacional como a melhor fase de sua produção, e deixa bem claro um expressionismo baseado na solidão dos seres humanos nos grandes centros urbanos. Essa foi sempre a temática de sua pintura, a solidão, a incomunicação e até mesmo a perda de identidade.
Balzi – Os Anos de Barcelona, Instituto Cervantes de São Paulo – Av. Paulista, 2439 - Cerqueira César, São Paulo – SP. De 09/11/17 (inauguração) a 16/12/17.

Juan Jose Balzi, pintor, ilustrador, desenhista e escritor argentino falecido aos 84 anos em São Paulo, em setembro passado, será homenageado pelo Instituto Cervantes através de uma mostra de parte de sua obra, reconhecida internacionalmente em mostras na Espanha, França, Alemanha, Itália, Estados Unidos, Cuba, Venezuela e Nicarágua. Esta nova exposição mostra seu período de 1967 a 1987, considerado pela crítica internacional como a melhor fase de sua produção, e deixa bem claro um expressionismo baseado na solidão dos seres humanos nos grandes centros urbanos. Essa foi sempre a temática de sua pintura, a solidão, a incomunicação e até mesmo a perda de identidade.
Esta exposição nos surpreende com uma temática completamente diferente, em se tratando das obras de Balzi: um espaço metafísico que serve de cenário para os eternos personagens da solidão - o homem na janela e a mulher sentada. Mas desta vez a mulher sentada ilustra o poema “O Corvo”, de Edgar Allan Poe. O quadro “Niños” mostra os personagens da Guerra Civil Espanhola saindo do quadro e invadindo o espaço expositivo.
Balzi nasceu em Buenos Aires em 1933 e em 1947 ingressou na Academia Argentina de Belas Artes. No início dos anos 60 mudou-se para o Brasil, cuja natureza e clima influenciam fortemente sua pintura, que evoluiu para uma espécie de "fauvismo". Em 1964 mudou-se para Milão, onde conviveu com Carlo Carrà e outros artistas da época. Em 1966 mais uma vez transferiu sua residência, primeiramente para Madrid e depois Barcelona. Sua pintura então passou a uma espécie de Expressionismo metafisico. Neste período teve a oportunidade de conviver com outros renomados artistas, como Salvador Dalí. De volta ao Brasil em 1987, onde residiu até seus últimos dias, realizou oficinas de pintura e grafite com adolescentes de rua e grafiteiros. Devido aos excelentes resultados deste projeto foi convidado pelo Museu Estadual de Tubingen, Alemanha, a fazer a Exposição "Balzi e os Meninos de Arte". Ao longo de sua carreira, ilustrou diversos livros bem como teve publicados os seus próprios – O Impressionismo e Meninos de Arte.

Fonte: Assessoria de Imprensa



Todos os posts

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

TOP 10

Estudando para concurso? Compre sua apostila aqui!